Desfile militar será acompanhado de atos pró e contra Temer em Brasília

Movimentos favoráveis e contrários ao impeachment programam atos na Esplanada dos Ministérios no momento do desfile cívico da Independência. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, cerca de 40 mil pessoas são esperadas

Movimentos contra e a favor do governo de Michel Temer preparam protestos para amanhã (7) nas principais capitais do país para marcar o Dia da Independência. Em Brasília, atos contra o impeachment de Dilma e pela convocação de novas eleições diretas estão marcados para as 8h30, em frente à Catedral Metropolitana e esperam reunir 60 mil pessoas. Já o grupo pró-Temer ainda não definiu onde se reunirá na capital federal. O protesto encabeçado pelos grupos NasRuas, Rua Brasil e Bloco Pró-Impeachment promete levar cartazes contra a manutenção dos direitos políticos da ex-presidente.

"Nosso propósito é apoiar o novo governo e cobrar mudança em relação ao fatiamento do processo de impeachment da senhora ex-presidente", explica a militante pró-impeachment Kelly Bolsonaro. Ainda sem estipular uma expectativa de público, a organizadora crê que contará com um número de participantes maior do que nos últimos desfiles.

Já o lado vermelho dos protestos, que vem crescendo em capitais como Brasília e São Paulo, marcou atos em todas as grandes metrópoles brasileiras. Segundo Lucio Centeno, secretário-executivo da Frente Brasil Popular, o feriado marcará o primeiro ato nacional dos movimentos contrários a Michel Temer após a consolidação do processo de impeachment. “A orientação é somar, construir em conjunto com os atos que já ocorrem historicamente no dia 7 de setembro, como o Grito dos Excluídos, reforçando esse ato e colocando a pauta do ‘Fora Temer’ como centralidade”, explica Lucio.

A organização espera que a realização do ato “Fora Temer” na Avenida Paulista, no último domingo (4), ajude a mobilizar os manifestantes nos demais estados. “Nossa expectativa é que, com essa ebulição que já está ocorrendo nos setores mais espontâneos, na juventude, essa mobilização possa confluir para o dia 7″, avalia o secretário-executivo do movimento.

Segurança

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, cerca de 40 mil pessoas são esperadas para o Desfile da Independência. Ao todo, 1,5 mil policiais militares farão a segurança do evento em Brasília. O presidente Michel Temer deve participar da cerimônia ostentando pela primeira vez a faixa presidencial. Quanto à possibilidade de manifestações, a secretaria garante que há planejamento para necessárias contingências.

Todo o público será revistado antes de acessar a Esplanada. Não será permitido levar objetos cortantes ou de vidro, fogos de artifício, hastes para bandeiras e máscaras. Toda a movimentação será monitorada por câmeras. Haverá mudanças no trânsito e distribuição gratuita de água. As arquibancadas montadas para receber o público do desfile cívico têm capacidade para 20 mil pessoas.

A apresentação terá 836 militares a pé, 90 viaturas, banda marcial com 80 músicos, 60 integrantes do Batalhão da Guarda Presidencial fazendo demonstrações, 240 cavaleiros e 194 encarregados da segurança e do cerimonial.

Mais sobre o Brasil nas ruas

Mais sobre impeachment


Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!