Deputados fazem blitz por projetos anticorrupção

Eduardo Militão

A Frente Parlamentar Mista de Combate à Corrupção faz nesta quarta-feira (8) uma verdadeira blitz para tentar fazer andar projetos prioritários para fechar o cerco aos crimes dos colarinho branco. Como mostrou o Congresso em Foco, há 116 propostas para combater a corrupção em tramitação na Câmara e no Senado.
 
Hoje, das 12h às 16h30, haverá visitas aos presidentes de comissões na Câmara onde estão projetos importantes para o grupo: de Constituição e Justiça (CCJ), de Finanças e Tributação, de Trabalho e de Seguridade.
 
Um grupo de parlamentares e entidades da sociedade civil quer que as propostas sejam votadas. Para isso, é necessário, às vezes, apenas definir um relator, cobrar o relatório da matéria ou colocar o projeto em votação. "O objetivo das visitas é solicitar aos presidentes das comissões que seja agilizada a tramitação das propostas de combate à corrupção que se encontram nestas instâncias da Câmara, de forma a colocá-las na pauta de votação o mais rápido possível", explica o coordenador da frente, Francisco Praciano (PT-AM)
 
De acordo com o gabinete dele, a ideia é levar um grupo representativo para conversar com esses presidentes de comissão. Os encontros devem incluir também os membros da frente ? como os deputados Chico Alencar (Psol-RJ), Protógenes (PCdoB-SP), Luiz Couto (PT-PB), Reguffe (PDT-DF), Alessandro Molon (PT-RJ) e Paulo Rubem Santiago (PDT-PE) e o senador Randolfe Rodrigues (Psol-AP) ? e representantes da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), Associação Nacional do Ministério Público (Conamp), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE) e Controladoria Geral da União (CGU).
 
Nas contas da frente, existem nove matérias de interesse do grupo na CCJ só à espera da definição de relator. Outras 15 ainda não têm parecer e 17 aguardam votação do relatório. Há ainda um projeto para o qual falta votar um recurso.
 
Na Comissão de Trabalho, há 4 projetos aguardando o relatório e um esperando decisão sobre recurso. Na Comissão de Seguridade, 14 projetos ainda não têm parecer.
 
No dia 15 de junho à tarde, a frente anticorrupção se reúne com o presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), pedindo apoio da Mesa na aprovação dos projetos defendidos.
 
Veja: a lista com as 116 propostas anticorrupção
 
Leia: Projetos contra corrupção patinam no Congresso

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!