Deputados do PSD disparam contra líder petista na Câmara

Declarações de José Guimarães irritam bancada de novo partido. Líder do PSD cobrou de Henrique Eduardo Alves cumprimento de promessas de campanha

Logo após a reunião das lideranças na terça-feira (19), o líder petista, José Guimarães (CE), afirmou à imprensa que a criação de duas novas comissões permanentes tinha ocorrido para atender o PSD, partido criado em 2011 e com a quarta maior bancada da Câmara. “Nós temos de atender o PSD a partir da existência formal dele na Casa. O presidente anunciou o desmembramento de duas comissões e o PT concordou”, disse Guimarães.

Disputa entre partidos atrasa comissões da Câmara

A declaração do petista deixou deputados da bancada do PSD na Câmara irritados. O líder do partido, Eduardo Sciarra (PR), subiu à tribuna do plenário para rejeitar a possibilidade de “acomodação do partido”. Ele citou as decisões do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do Supremo Tribunal Federal (STF) que confirmaram o direito de a legenda ter divisão proporcional ao Fundo Partidário e no tempo de propaganda política.

Curta o Congresso em Foco no Facebook
Siga o Congresso em Foco no Twitter

Atualmente, o PSD não tem o comando de nenhuma comissão. Por meio de um ato assinado pelo ex-presidente Marco Maia (PT-RS), passou a ter representatividade nos colegiados. Também se cogitou o desmembramento, que acabou não ocorrendo. “Na época, não aceitamos e fomos à Justiça garantir o direito de proporcionalidade. Não criamos um partido para trazer ônus à sociedade e sim para discutir boas propostas para o país”, disse Sciarra em discurso.

Câmara cria duas novas comissões para abrigar PSD

“O PSD não tem nada a ver com isso. Foi uma forma indelicada de falar sobre a situação”, completou o deputado Onofre Santo Agostini (PSD-SC) ao Congresso em Foco. Ele relatou ao site que a bancada se reuniu na própria terça-feira para tratar do assunto. O líder Sciarra ouviu protestos dos colegas. Pediram uma resposta firme às declarações de Guimarães. E também cobraram as promessas feitas por Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) na campanha para a presidência da Casa.

Espaço físico para a liderança, assento nas comissões permanentes e quantidade de cargos estão na pauta. Sciarra chegou a conversar com Henrique Alves, que prometeu uma resolução. “Temos que ter paciência. O novo presidente assumiu há pouco tempo, vamos esperar”, comentou Agostini. Deputados pessedistas avaliam que as mudanças, na verdade, favorecem DEM e PR, que perderiam suas comissões, e PT e PMDB, que ganharam uma cada.

A lista dos partidos e a ordem de escolha para as comissões

CâmaracomissõesEduardo SciarraJosé GuimarãesOnofre Santo AgostiniPSDPT