Deputados bolsonaristas brigam por eleição e trocam insultos

Os deputados federais Carlos Jordy (PSL-RJ) e Otoni de Paula (PSC-RJ), ambos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, brigaram e trocaram insultos por conta das eleições para prefeito em Itaboraí (RJ).

A discussão começou porque Jordy ficou insatisfeito pelo fato de Otoni apoiar Sergio Soares (Pros), candidato a prefeito da cidade e que está coligado com o PCdoB, partido de oposição a Bolsonaro.

Em um ato de campanha, Otoni de Paula classificou o colega deputado de "vagabundo"e  "filho do diabo".

"Um deputado federal vagabundo de Niterói anda espalhando por aí que estou apoiando um candidato do PCdoB, que eu estou apoiando um candidato da esquerda. Primeiro, é  mentira desse deputado vagabundo. E eu digo vagabundo porque quem usa de mentira é vagabundo, é filho do diabo", declarou Otoni durante ato de campanha em Itaboraí.

Carlos Jordy respondeu por meio de vídeo publicado no Twitter nessa sexta-feira (13) e também reclamou por Otoni apoiar o deputado federal Wladmir Garotinho (PSD-RJ) para a prefeitura de Campos de Goytacazes (RJ).

"Você é o filho do diabo então. Você é mentiroso, usa o nome de Deus, usa o nome do presidente para fazer seus acordos. Você é vagabundo porque em Campos está apoiando Wladmir Garotinho, não tenho nada contra ele como pessoa, mas não representa a política que queremos para o Brasil, é filho de um desafeto do presidente Bolsonaro, uma pessoa que foi presa, uma pessoa que sabemos que esteve envolvida em vários casos de corrupção."

> Eleição em Campos (RJ) tem candidatura impugnada e disputa entre famílias

 

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!