Deputado pede auditoria do TCU sobre privatização da Eletrobras

A proposta do governo de privatizar a Eletrobras, enviada ao Congresso nessa terça-feira (5), já está dividindo os parlamentares. Coordenador da Frente Parlamentar em Defesa da Chesf, o deputado Danilo Cabral (PSB-PE), por exemplo, quer saber se a medida vai aumentar a conta de energia. Por isso, pediu que o Tribunal de Contas da União (TCU) faça uma auditoria no processo de privatização da empresa. A solicitação será avaliada pela Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia (Cindra) da Câmara.

> Ao vivo: governo faz megaleilão do pré-sal e espera arrecadar R$ 106 bilhões

Danilo Cabral reclama que a ideia de privatizar a Eletrobras, que já foi discutida pelo governo Temer e agora foi retomada pelo governo Bolsonaro, pode trazer prejuízos para a população e para o setor produtivo porque pode provocar o reajuste da tarifa de luz. “A descotização pode aumentar em até 16% a conta de luz”, afirma Cabral, que também cobrou dados sobre o impacto tarifário dessa descotização à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

O deputado ainda lembra que a privatização da Eletrobras prevê uma arrecadação de R$ 16,2 bilhões para o governo federal. O valor se assemelha ao lucro de R$ 13 bilhões registrado pela empresa no ano passado e, por isso, foi chamado de “preço de banana” por Cabral. “Queremos, principalmente, entender o que leva o governo a vender algo estratégico para a soberania do país. […] Não podemos aceitar essa privatização sem o conhecimento dos dados”, afirmou.

Cabral solicitou, então, a realização de uma auditoria do TCU para obter dados mais claros sobre a precificação e o impacto tarifário da privatização da Eletrobras. O pedido, porém, precisa ser aprovado pela Cindra para ser encaminhado ao tribunal. A expectativa do deputado é que o requerimento seja votado já na próxima semana, antes de a proposta do governo começar a tramitar na Câmara.

> Bolsonaro assina projeto de privatização da Eletrobras

Campanha do Congresso em Foco no Catarse
auditoriadanilo cabraleletrobrasprivatização da eletrobrasTCU