Depois de MP, Romário quer vitória no futevôlei

Com o início do recesso parlamentar, sai o deputado e retorna o "baixinho", para disputar um torneio em Brasília

O deputado Romário (PSB-RJ) foi o destaque positivo do primeiro semestre entre as “celebridades” eleitas para a Câmara. Como este site mostrou na última terça-feira (12), o “baixinho” registrou presença em todas as sessões deliberativas nestes cinco meses iniciais, participou ativamente de comissões e, no “golaço” inaugural no Parlamento, apresentou – e a viu aprovada – emenda a uma MP para beneficiar deficientes e idosos. Mas, como ninguém é de ferro, o ex-craque da seleção brasileira aproveita a pausa do recesso parlamentar (de amanhã a 1º de agosto) para voltar às raízes: participará – e diz querer vencer também nesta “modalidade” – de um torneio de futevôlei em Brasília.

Leia mais sobre o "Baixinho" no Congresso em Foco:
Romário: 100% de presença e vitória em plenário
Romário e Tiririca não têm faltas na Câmara
Deputados celebridades valeram seus votos?
Romário: "Não me vejo como político de carreira"

"Sempre entro numa competição para vencer. Apesar do clima de descontração, a expectativa é de boas disputas", disse o parlamentar fluminense, com a boa marra de sempre, segundo sua assessoria. Ele terá como dupla Bruno de Azevedo, em evento a ser realizada no sábado (16) e no domingo (17), sempre às 10h, no Iate Club de Brasília. A presença de Romário no torneio, que reunirá os melhores atleta de futevôlei da capital federal, servirá para promover o esporte em nível nacional.

Intitulado “Torneio de Futevôlei Comodoro – Romário Iate Club de Brasília”, o evento terá entre os competidores o ex-atacante Alex Dias, que atuou em clubes como São Paulo, Paris Saint-Germain e Vasco da Gama. Romário lamenta que a modalidade, sua preferida depois do futebol, sequer vai compor como esporte de exibição (sem premiação ou entrega de medalhas) as Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016, embora o Comitê Olímpico Internacional considere a chance de que isso aconteça nas próximas competições internacionais.

"É inadmissível que um esporte popular como o futevôlei fique de fora da competição. Mas não vamos perder a esperança e torcer para entrar em 2020", protesta o deputado.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!