DEM comandará CPI dos Fundos de Pensão na Câmara

Para a relatoria, foi escolhido o pemedebista Sérgio Sousa. A investigação é tida como mais um trunfo do presidente da Casa, Eduardo Cunha, para constranger o governo

O deputado Efraim Filho (DEM-PB) foi eleito, nesta quarta-feira (12), presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Fundos de Pensão, instituída para investigar indícios de irregularidades na gestão dos fundos de previdência complementar de funcionários de estatais e de servidores públicos entre os anos de 2003 e 2015.

Para a relatoria foi escolhido o deputado Sérgio Souza (PMDB-PR).  Por uma articulação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o PT foi alijado do comando das principais comissões instituídas no segundo semestre. A investigação sobre os fundos de pensão é tida como um dos trunfos do parlamentar fluminense contra o governo ao lado das investigações relacionadas ao BNDES, instituída na semana passada.

“A grande novidade desta CPI é que não há uma investigação paralela”, disse o deputado Efraim Filho, em alusão à CPI da Petrobras, que acontece em paralelo à Operação Lava Jato, da Polícia Federal, sobre desvio de recursos da Petrobras.

O deputado Sérgio Souza afirmou que o trabalho da comissão poderá ir além da investigação dos fundos de pensão da Petrobras (Petros), dos Correios (Postalis), da Caixa Econômica Federal (Funcef) e do Banco do Brasil (Previ). “Nós não podemos nos restringir a esses fundos. O Parlamento tem obrigação de fiscalização. Se tiver indícios em outros fundos com certeza vamos avançar”, disse. A intenção de Sousa é convidar todos os presidentes dos quatro fundos de pensão para falar sobre a gestão dos recursos para aposentadoria dos servidores dessas estatais.

Também foram escolhidos o 1º vice-presidente, deputado Paulo Teixeira (PT-SP), 2º vice-presidente, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), e 3º vice-presidente, deputado Hissa Abrahão (PPS-AM).

A próxima reunião do colegiado será na terça-feira (18), às 14 horas, para apresentação do roteiro de trabalhos da comissão e votação de requerimentos. A CPI é composta por 26 membros titulares e 26 suplentes.

Com informações da Agência Câmara

Mais sobre CPI

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!