DEM adia início da convenção para discutir com tucanos nome do vice

Mário Coelho


O DEM adiou o início da sua convenção nacional, prevista para começar às 8h desta quarta-feira (30) em Brasília. O adiamento ocorreu por conta da indefinição sobre quem será o vice do tucano José Serra na corrida presidencial de outubro. A expectativa entre membros do partido é que o PSDB retire o nome do senador Álvaro Dias (PSDB-PR) e aceite uma indicação da legenda para compor a chapa de Serra.


A reunião do partido chegou a ser aberta, mas foi logo suspensa pelo vice-presidente do partido, deputado ACM Neto (DEM-BA). A previsão é de que a conveção recomece às 13h30. Neste momento, membros da legenda e do PSDB estão reunidos novamente para tentar chegar a um acordo sobre quem será o vice de Serra. Hoje é o último dia para a realização das convenções partidárias e oficialização das chapas, de acordo com o calendário eleitoral estabelecido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).


O senador tucano foi indicado para vice de Serra como forma de resolver uma questão política no Paraná. Seu irmão, o também senador Osmar Dias (PDT-PR), cogitava apoiar a candidatura de Serra no estado e se lançar à reeleição. No entanto, acabou mudando de ideia e decidiu disputar o governo estadual e dar palanque à candidata petista Dilma Rousseff. Evitar a candidatura de Osmar Dias e seu apoio a Dilma era o principal argumento do PSDB para a indicação de Alvaro Dias como vice de Serra. Sem esse argumento, e diante da reação do DEM, a opção Alvaro Dias fica ainda mais enfraquecida.


Ao portal iG, Álvaro Dias disse que já se vê fora da chapa tucana. Sua assessoria de imprensa, no entanto, afirma que, até o momento, não existe nada de oficial sobre sua saída. Integrantes do PSDB e do DEM estão reunidos neste momento para tentar chegar a uma definição. Até às 5h, o presidente do DEM, Rodrigo Maia, esteve com Serra em São Paulo. Segundo integrantes do DEM, a tendência é que Dias saia e o partido indique o vice.


A crise entre tucanos e membros do DEM começou na sexta-feira (25), quando foi divulgado que Álvaro Dias foi escolhido para vice do Serra. Pelo twitter, o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, anunciou que o senador paranaense completaria a chapa. No entanto, o DEM ficou irritado com a decisão.


Leia também:


Caiado: “Eu nunca me senti casado com o PSDB”

DEM se recusa a aceitar Dias como vice de Serra

Caiado: Dias como vice de Serra é “agressão” ao DEM

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!