Delúbio Soares passa a cumprir pena em casa

Por decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Roberto Barroso, o ex-tesoureiro do PT passa a cumprir sua pena em casa. Ele ficou preso por dez meses em Brasília

Ex-tesoureiro do Partido dos Trabalhadores Delúbio Soares deixou a cadeia nesta terça-feira (30). Com visual novo, sem barba e de bigode, ele compareceu ao lado de seu advogado à Vara de Execuções das Penais e Medidas Alternativas do Distrito Federal, que autorizou a progressão de pena para que ele cumpra a partir de hoje prisão domiciliar.

O petista conquistou progressão de pena após dez meses preso na Penitenciária da Papuda e depois no Centro de Progressão Penitenciária (CPP) em Brasília. Atualmente ele cumpria regime semi-aberto dormindo no CPP e trabalhando durante o dia.

Delúbio Soares foi condenado a seis anos e oito meses de prisão no julgamento do mensalão pelo crime de corrupção ativa. Ele estava preso desde 16 de novembro de 2013.  Em julho deste ano conquistou o direito de trabalhar e migrou para o semi-aberto.

A progressão para o regime domiciliar foi autorizada no último dia 22 pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luis Roberto Barroso, sob o argumento de bom comportamento. Também envolvido no caso do mensalão, o ex-deputado federal José Genoíno (PT-SP) já cumpre prisão domiciliar pelo crime de corrupção ativa.

PGR defende que Delúbio Soares cumpra prisão domiciliar

Assine a Revista Congresso em Foco

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!