Defesa de Delcídio se diz “inconformada” com decisão do STF

Advogado de Delcídio questiona a procedência das acusações que partiram de Fernando Baiano contra o senador. Baiano é apontado como operador do PMDB no esquema de desvio de recursos da Petrobras

A defesa do senador Delcídio do Amaral (PT-MS) publicou uma nota na página do Facebook do parlamentar manifestando “inconformismo” diante da decisão unânime da 2ª turma do Supremo Tribunal Federal (STF) em referendar a determinação do ministro Teori Zavascki, que resultou na prisão do senador na manhã desta quarta-feira (25).

Na nota, o advogado de Delcídio, Maurício Silva Leite, questiona a procedência das acusações contra o senador, que partiram de Fernando Baiano, apontado como operador do PMDB no esquema de desvio de recursos da Petrobras.

“Questiona-se o fato de que as imputações tenham partido de um delator já condenado, que há muito tempo vem tentando obter favores legais com o oferecimento de informações”.

Na sessão extraordinária realizada na manhã de hoje, os ministros Dias Toffoli, Cármem Lucia, Gilmar Mendes e Celso de Mello referendaram a decisão de Teori Zavascki. Após a votação, Toffoli reforçou que a decisão de Zavascki agora é uma deliberação da 2ª Turma do STF. “O que importa é o seguinte: o Supremo Tribunal Federal não vai aceitar nenhum tipo de intrusão nas investigações que estão em curso e é isso que ficou bem claro na tomada dessa decisão unânime em colegiado”, afirmou o ministro.

 

Veja a reprodução da nota:

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!