Datafolha: rejeição a Lula vai a 47%

Quase metade dos eleitores diz que não votaria de forma alguma no ex-presidente em 2018, aponta pesquisa. Índice de rejeição é o segundo mais alto já registrado pelo instituto. Na corrida ao Planalto, Aécio cai e Marina cresce

Quase metade dos eleitores diz que não votaria de forma alguma no ex-presidente Lula em 2018, segundo pesquisa divulgada pelo Datafolha neste sábado. A taxa de rejeição ao ex-presidente chegou a 47% - índice inferior apenas aos 52% alcançados por Ulysses Guimarães em pesquisa feita em 1989.

O candidato tucano nas últimas eleições, Aécio Neves, é rejeitado por 24% atualmente. O vice-presidente Michel Temer (PMDB), por 22%. Em seguida aparecem o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), e a ex-senadora Marina Silva (Rede), com 17% de rejeição.

Lula ainda é lembrado como o melhor presidente do país, apontado por 39%. Essa taxa, porém, já foi de 71%, em 2010, seu último ano de mandato. Fernando Henrique Cardoso (PSDB) é o segundo mais lembrado, com 16%. Getúlio Vargas é o terceiro, com 8%.

Marina

Na simulação para a eleição presidencial, Marina surge como a candidata que mais cresceu. No cenário em que o candidato tucano é Aécio, ela passou de 18%, na última pesquisa em junho, para 21%. Ela está empatada tecnicamente na segunda colocação com Lula (22%). A liderança ainda é de Aécio, mas o senador viu sua preferência cair de 35% para 31%.

Quando o candidato do PSDB é Alckmin, Marina lidera isolada com 28% - seis pontos a mais que Lula, que caiu quatro pontos desde junho, e dez a mais que o governador paulista, que oscilou dois pontos para baixo no período.

O Datafolha ouviu 3.541 pessoas nos dias 25 e 26. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Veja mais números da pesquisa na Folha de S.Paulo

Mais sobre eleições

Mais sobre pesquisas

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!