Datafolha: Dilma tem 37%, Marina 30% e Aécio, 17%

Em comparação com levantamento da semana passada, petista oscilou um ponto para cima; candidata do PSB caiu três pontos, e tucano cresceu dois. Em simulação de segundo turno, Marina aparece à frente, mas em empate técnico com Dilma

Pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira (19) pela Folha de S. Paulo indica que a candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT) abriu vantagem sobre a ex-senadora Marina Silva (PSB) na disputa pelo primeiro turno da eleição presidencial. Na simulação de um segundo turno, Marina aparece à frente, mas em empate técnico com a petista.

De acordo com o Datafolha, Dilma tem 37% das intenções de voto – um ponto a mais que na pesquisa do último dia 10. Marina figura agora com 30%, três a menos do que os 33%registrados na semana passada. O tucano Aécio Neves, que tinha 15%, subiu para 17%. Pastor Everaldo (PSC), Luciana Genro (Psol) e Eduardo Jorge (PV) têm 1% cada. Os demais candidatos somam 1%. O total de indecisos é de 7%; brancos e nulos, 6%.

Em um eventual segundo turno, a candidata do PSB desponta com 46% das intenções de voto, um ponto a menos do que na sondagem anterior; e a petista fica com 44%, oscilação positiva de um ponto percentual. Como a margem de erro da pesquisa é de dois pontos para mais ou para menos, as duas estão em empate técnico.

A redução nas intenções de voto de Marina coincide com o período de bombardeio que a candidata passou a sofrer no horário eleitoral no rádio e na TV e na campanha pela internet por parte de seus principais oponentes - Aécio e, sobretudo, Dilma.

Rejeição

A presidente continua com o maior índice de rejeição entre todos os presidenciáveis (33% dos entrevistados disseram que não votam de jeito nenhum nela). Marina, que tinha apenas 11% de rejeição há um mês, quando entrou na disputa, agora tem 22%. Aécio e Pastor Everaldo têm 21% de rejeição.

Em relação ao levantamento anterior, a aprovação ao governo Dilma se manteve estável. Como antes, 37% dos brasileiros consideram sua gestão boa ou ótima. A taxa de desaprovação também não se alterou: 24% classificam como ruim ou péssima a atual administração.

Encomendada pela TV Globo e pela Folha de S.Paulo, a pesquisa ouviu 5.340 eleitores em 265 municípios nos dias 17 e 18 de setembro. O nível de confiança é de 95%. O que significa que, se a pesquisa fosse realizada 100 vezes na mesma data, em 95 apresentaria os mesmos resultados, considerada a margem de erro de dois pontos percentuais. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00665/2014.

 

Veja ainda:

Ibope: Dilma cai, mas ainda lidera o primeiro turno

Mais sobre as eleições

 

Assine a Revista Congresso em Foco

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!