Datafolha: 51% dos brasileiros reprovam desempenho de Bolsonaro na Amazônia

Mais da metade da população brasileira avalia como ruim ou péssimo o desempenho do presidente Jair Bolsonaro no combate ao desmatamento na Amazônia. Segundo pesquisa Datafolha divulgada neste domingo (1º) pelo jornal Folha de São Paulo, 51% dos brasileiros não concordam com a política presidencial para a região e 66% acham que o Brasil deveria aceitar o auxílio de US$ 20 milhões que o G7 ofereceu para o combate às queimadas.

> Servidores do ICMBio pedem fim de ingerência e assédio ao governo

A pesquisa ouviu 2.878 pessoas com mais de 16 anos em 175 cidades brasileiras na última quinta e sexta-feira (29 e 30) - uma semana depois de a crise ambiental sobre a Amazônia ganhar proporções internacionais. Na ocasião, apenas 25% dos entrevistados avaliou como ótimo ou bom o desempenho presidencial em relação ao assunto e somente 30% concordaram com a sugestão inicial de Bolsonaro de rejeitar a ajuda oferecida pela cúpula do G7.

A maior parte da população, por sua vez, concorda com a tese do governo sobre a soberania brasileira na Amazônia. Segundo a pesquisa Datafolha, 40% dos entrevistados acham que a região deve ser totalmente administrada pelo Brasil, de acordo apenas com o interesse do país; 35% concordam que a região deve ser totalmente administrada pelo Brasil, mas acham que o Planalto deve ouvir governos e entidades internacionais para isso; e só 22% acham que a Amazônia deve ser administrada por um conjunto de países e entidades internacionais, como sugeriu o presidente francês, Emmanuel Macron.

Isso acontece porque 71% dos entrevistados acreditam que o desmatamento está crescendo na região e 57% avaliam o interesse de outros países na Amazônia como legítimo, já que a região é importante para todo o país e corre riscos. Outros 42%, contudo, acham que esse interesse é uma desculpa dos países internacionais para explorar a região. Quase o mesmo percentual, 44%, acreditam que a crise internacional gerada pelas queimadas na Amazônia pode fazer com que os estrangeiros desistam de investir no Brasil.

A pesquisa Datafolha ainda mostrou que 51% dos brasileiros discordam totalmente da intenção do governo de reduzir as terras destinadas a povos indígenas e só 26% acreditam que o agronegócio brasileiro se preocupa com o meio ambiente.

> Justiça dá três dias para governo justificar recusa de ajuda do G7 à Amazônia

> Bolsonaro quer rever demarcações de terras indígenas

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!