Cunha prepara recurso à CCJ para não perder mandato

Presidente da Câmara se prepara para apresentar recurso à Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania caso o Conselho de Ética recomende a cassação de seu mandato

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), já está preparando recurso à Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) para evitar a perda de seu mandato.  Cunha e seus aliados irão listar possíveis “falhas” na condução do processo contra o peemedebista no Conselho de Ética, como mostra a reportagem do jornal Folha de São Paulo.

O recurso será protocolado caso o colegiado julgue que houve, de fato, quebra de decoro parlamentar por Cunha e recomende a cassação de seu mandato. A CCJ é presidida pelo deputado Arthur Lira (PP-AL), parlamentar próximo a presidente da Câmara.

O documento irá indicar supostos “atos falhos” do presidente do Conselho, deputado José Carlos Araújo (PSD-BA). Alguns destes atos ocorreram na última quinta-feira (19), quando o colegiado se reuniu para a leitura do parecer preliminar do relator, deputado Fausto Pinato (PRB-SP).

Na ocasião, Araújo não apresentou a ata da reunião anterior, procedimento previsto pelo regimento interno. Araújo argumenta que a ata não foi apresentada porque não havia ficado pronta, destacando que a comissão dispõe de poucos funcionários.

Além disso, aliados de Cunha alegam que Araújo aguardou 52 minutos para dar início à sessão – estratégia para conseguir quórum mínimo de 11 deputados – enquanto o prazo regimental é de 30 minutos de espera.  Manoel Júnior (PMDB-PB) apresentou uma questão de ordem pedindo o encerramento da sessão.

Na última semana, Cunha afirmou que sua defesa poderá contestar as ações do Conselho na própria Câmara ou no Supremo Tribunal Federal (STF).

Veja a reportagem completa no jornal Folha de São Paulo

Mais sobre Eduardo Cunha

Mais sobre Conselho de Ética

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!