Cunha muda de ideia e deputados do Norte começam votação

Nova determinação é começar declarações orais dos votos a favor ou contra o pedido de impedimento da presidente por deputados da Região Norte e, em alternância, seguido por um estado da Região Sul

A Câmara dos Deputados anunciou há pouco mudanças na ordem de chamada dos deputados durante a votação em plenário no próximo domingo (17). Parlamentares estarão reunidos para votar o pedido de abertura de processo de impeachment contra a presidente da República, Dilma Rousseff, acusada de cometer crime de responsabilidade.

Apesar de ter anunciado no último dia 12 que a votação começaria com deputados do Sul, o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), voltou atrás na decisão. Hoje (14) a Câmara anunciou que a nova determinação é começar as declarações orais dos votos a favor ou contra o pedido de impedimento por um estado da Região Norte e, em alternância, seguido por um estado da Região Sul, continuando-se assim, sucessivamente, passando pelos demais estados.

A ordem de chamada dos estados será a seguinte: Roraima, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Amapá, Pará, Paraná, Mato Grosso do Sul, Amazonas, Rondônia, Goiás, Distrito Federal, Acre, Tocantins, Mato Grosso, São Paulo, Maranhão, Ceará, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Piauí, Rio Grande do Norte, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Bahia, Sergipe e Alagoas.

Dentro de cada estado, a chamada de deputados será feita por ordem alfabética.

A decisão foi lida em Plenário pelo 1º secretário da Câmara, deputado Beto Mansur (PRB-SP).

Na quarta-feira, havia ficado decidido que a votação seria feita da seguinte forma: primeiro os deputados da Região Sul, passando pelas demais regiões até se chegar à Norte. Porém, essa decisão foi contestada por parlamentares da base aliada ao Executivo.

Mais sobre impeachment

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!