Cunha é “gângster” da “quadrilha” que conduz impeachment, diz Jean Wyllys

Deputado do Psol afirma que, embora faça oposição à presidente, considera o processo contra ela "ilegal" e "imoral" e que eventual governo Michel Temer será retrocesso. Segundo ele, brasileiros estão sendo enganados

O deputado Jean Wyllys (Psol-RJ) diz que é contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff, apesar de fazer oposição ao seu governo, por entender que ela não cometeu crime de responsabilidade e que o processo contra ela é "ilegal" e "imoral". Segundo Jean, o impeachment não tem legitimidade por ser conduzido no Congresso por uma "quadrilha" e pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), chamado por ele de "gângster". Para o deputado, os brasileiros que estão nas ruas pedindo o impeachment estão sendo enganados. Na avaliação dele, um eventual governo Michel Temer vai retirar direitos dos trabalhadores e das minorias sociais. Veja o vídeo, divulgado pelo próprio parlamentar:

Mais sobre impeachment

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!