Cuba ameaça cassar diplomas de médicos que mantiverem família no Brasil

Pelo programa Mais Médicos, os médicos cubanos que vem ao país não tem direito a trazer seus parentes. Eles podem apenas receber visitas esporádicas e vários profissionais vinham quebrando essa regra

O governo cubano está ameaçando cassar o diploma de medicina dos profissionais integrantes do programa Mais Médicos que insistirem em manter seus familiares no Brasil. A informação é do jornal Folha de S. Paulo.

Pelo programa Mais Médicos, os médicos cubanos que vem ao país não tem direito a trazer seus familiares. Eles podem apenas receber visitas esporádicas. Vários profissionais vinham quebrando essa regra.

Uma outra forma de pressão para que os cubanos cumpram à risca as determinações do Mais Médicos é reter na Ilha o profissional que insistir em manter parentes no Brasil. Dessa forma, o médico somente voltaria para o Brasil caso seu familiar retornasse à Cuba.

Na sexta-feira (20), o líder do DEM no senado, Ronaldo Caiado (GO), ingressou com uma representação no Ministério Público Federal (MPF) contra o ministro da Saúde, Arthur Chioro,  pedindo punições por eventuais ilegalidades cometidas no programa Mais Médicos.

Na representação impetrada na sexta-feira, Caiado alega que o programa está sendo utilizado para “financiar a ditadura cubana” e que os médicos trabalham por meio de “sociedade mercantil”, o que configura uma relação de trabalho.

Confira a matéria da Folha de S. Paulo na íntegra

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!