Cristovam e Chico vencem Prêmio Congresso em Foco

Mário Coelho


A disputa pelos votos para premiar os melhores parlamentares do Congresso acabou. A meia noite desta segunda-feira (1o), foi encerrada a votação da edição 2010 do Prêmio Congresso em Foco. Os internautas elegeram como melhor senador Cristovam Buarque (PDT-DF), que repetiu o desempenho do ano passado. Entre os deputados, Chico Alencar (Psol-RJ) despontou na escolha dos votantes. A premiação será em 22 de novembro, em Brasília.


Cristovam teve o maior número de votos entre todos os parlamentares que disputavam o Prêmio Congresso em Foco. Ele recebeu a aprovação de 4.128 internautas que acompanham a política brasileira. Depois dele, veio a senadora Marina Silva (PV-AC). Como candidata à Presidência da República, Marina teve mais de 19 milhões de votos. Não passou para o segundo turno, mas construiu um importante capital político.


A senadora pelo Acre, que encerra seu mandato em 31 de janeiro do próximo ano, recebeu 3.801 votos. Em terceiro lugar ficou Eduardo Suplicy (PT-SP). O petista foi votado por 3.317 pessoas.


“A primeira vez é impressão. A segunda é a confirmação pelos internautas da aprovação do meu trabalho”, afirmou Cristovam Buarque. Além disso, ele ressaltou que, ao se tornar bicampeão do prêmio, o sabor do reconhecimento é “maior ainda”. “Tenho a alegria de ser escolhido como um dos melhores pelos jornalistas e como o melhor pelos internautas”, comemorou.


O senador brasiliense, que foi reeleito para mais um mandato com mais de 833 mil votos, ponderou que o Prêmio Congresso em Foco permite mostrar um outro lado da política. “Estamos tão desprestigiados como políticos, nós todos, que é bom quando existe a tentativa de prestigiar o trabalho dos políticos”, opinou.


Câmara


Assim como Cristovam, o deputado com a maior votação pelos internautas também se reelegeu para um novo mandato na Câmara. Chico Alencar recebeu 3.075 votos no prêmio e ficou com o primeiro lugar. Em 3 de outubro, foi recordista de sufrágios no Rio de Janeiro. Tanto que, com a votação de 240,7 mil, conseguiu eleger o ex-BBB Jean Willys (Psol-RJ).


A disputa entre os deputados no Prêmio Congresso em Foco foi eletrizante nos momentos finais. Só foi decidida nos últimos votos. Até sexta-feira (29), a bancada do Psol ocupava os três primeiros lugares. Porém, o deputado Gustavo Fruet disparou na votação e conseguiu superar os colegas de Câmara Luciana Genro (Psol-RS) e Ivan Valente (Psol-SP). “Estou fechando com chave de ouro meus 12 anos de vida pública”, afirmou Fruet.


O parlamentar disputou a eleição para o Senado no Paraná. No entanto, não conseguiu se eleger. Ele ressalta que ficou triste pelo resultado nas urnas em 3 de outubro, mas que o reconhecimento dos internautas compensa o sentimento da derrota eleitoral. “Agradeço ao Congresso em Foco e aos internautas pela premiação”, disse.

Serão premiados não só os mais votados pelos internautas nas categorias principais (deputados e senadores que mais bem exerceram seus mandatos em 2010). Os parlamentares mencionados na pré-seleção feita por jornalistas que cobrem a atividade política também serão premiados com placas, que serão entregues em cerimônia a ser realizada em 22 de novembro, em Brasília.

Veja abaixo a votação de todos senadores e deputados finalistas do Prêmio Congresso em Foco:

SENADORES

Receberão troféu e diploma os três primeiros colocados
Cristovam Buarque (PDT-DF) - 4.218 votos
Marina Silva (PV-AC) - 3.801 votos
Eduardo Suplicy (PT-SP) - 3.317 votos

Receberão placas comemorativas e diploma os que ficaram de quarto a décimo lugar:
Paulo Paim (PT-RS) - 2.911 votos
Alvaro Dias (PSDB-PR) - 2.598 votos
Pedro Simon (PMDB-RS) - 2.226 votos
Arthur Virgílio (PSDB-AM) - 1.652 votos
Demóstones Torres (DEM-GO) - 1.203 votos
Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) - 947 votos
Renato Casagrande (PSB-ES) - 908 votos

DEPUTADOS

Receberão troféu e diploma os três primeiros colocados:
Chico Alencar (Psol-RJ) - 3.075 votos
Gustavo Fruet (PSDB-PR) 2.534 votos
Luciana Genro (Psol-RS) 2.502 votos

Receberão placa comemorativa e diploma os que ficaram de quarto a décimo lugar:
Ivan Valente (Psol-SP)- 2.497 votos
Manuela d'Ávila (PCdoB-RS) - 1.753 votos
Fernando Gabeira (PV-RJ) - 1.733 votos
Luiza Erundina (PSB-SP) - 1.396 votos
Flávio Dino (PCdoB-MA) - 1.298 votos
Rita Camata (PSDB-ES) - 1.242 votos
Indio da Costa (DEM-RJ) - 1.127 votos

Receberão diploma os demais finalistas:
José Eduardo Cardozo (PT-SP) - 1.094 votos
Aldo Rebelo (PCdoB-SP) - 1.042 votos
Domingos Dutra (PT-MA) - 865 votos
José Carlos Aleluia (DEM-BA) - 817 votos
Luiz Couto (PT-PB) - 817 votos
Antonio Carlos Magalhães Neto (DEM-BA) - 806 votos
José Genoino (PT-SP) - 739 votos
Raul Jungmann (PPS-PE) - 680 votos
Ronaldo Caiado (DEM-GO) - 673 votos
Beto Albuquerque (PSB-RS) - 660 votos
Miro Teixeira (PDT-RJ) - 630 votos
Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) - 628 votos
Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) - 566 votos
Pedro Wilson (PT-GO) - 559 votos
Maurício Rands (PT-PE) - 549 votos
Arnaldo Madeira (PSDB-SP) - 545 votos
Michel Temer (PMDB-SP) - 533 votos
Cândido Vaccarezza (PT-SP) - 510 votos
Ibsen Pinheiro (PMDB-RS) - 429 votos
Edson Duarte (PV-BA) - 297 votos
Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) - 282 votos

O senador e o deputado escolhidos pelos jornalistas como os melhores de 2010 ganham também placa e diploma:
Cristovam Buarque (PDT-DF)
Chico Alencar (Psol-RJ)

Surpresa


Este ano, o Congresso em Foco resolveu deixar uma surpresa para o dia da premiação. A exemplo dos congressistas premiados nas categorias principais, serão contemplados com troféus aqueles que foram mais lembrados nas categorias especiais – combate à corrupção; defesa do meio ambiente; promoção da educação; promoção da saúde; e melhor iniciativa aprovada pelo Congresso. Os ganhadores desses prêmios, porém, só serão revelados durante a cerimônia de premiação no dia 22 de novembro.


A quinta edição do Prêmio Congresso em Foco tem o patrocínio da Ambev e da Petrobras e o apoio do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), do Sindicato dos Jornalistas do DF, da Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF), da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Anfip), da Associação Nacional dos Defensores Públicos Federais (Anadef), da Associação Nacional dos Delegados da Polícia Federal (ADPF) e do Movimento +Feliz e ainda das empresas Dudu Camargo Restaurante e Marc Systems.


Os parlamentares submetidos à votação na internet foram escolhidos por meio de seleção feita pelos jornalistas que acompanham as atividades do Congresso Nacional. Todos os congressistas pré-selecionados receberão algum tipo de premiação, mas são os internautas que definem a classificação final dos premiados. Os três mais votados recebem troféus. Também são premiados parlamentares que se destacam em categorias especiais (meio ambiente, educação, saúde, combate à corrupção e defesa da democracia), cujos nomes serão conhecidos apenas no evento de premiação, que será realizado no próximo dia 22, em Brasília.


O prêmio é um convite à analise do desempenho individual dos  representantes eleitos, e permite alcançar ao mesmo tempo vários objetivos. Estão entre os principais:


- Reconhecer o trabalho dos deputados federais e senadores que se destacam no cumprimento de suas obrigações;


- Valorizar os bons exemplos, de modo a incentivar os parlamentares federais a desempenharem o papel que deles se espera, e, ao mesmo tempo, sinalizar ao eleitorado que melhorar a qualidade da nossa representação política é possível;


- Estimular a população a analisar o desempenho individual dos representantes eleitos, propiciando a participação política dos cidadãos na definição dos congressistas a serem agraciados;


- Contribuir para formar eleitores mais conscientes, capazes tanto de ver o Congresso e a política com maior acuidade quanto de exercer integralmente a cidadania;


- Difundir o conceito democrático de que os direitos e deveres dos eleitores vão além do simples ato de votar, a cada eleição, e devem necessariamente incluir o acompanhamento ativo, permanente e consciente da atuação dos representantes eleitos;


- Enfrentar mitos que afastam vários brasileiros da vida política, como as ideias de que todos políticos são iguais ou  de que uma representação legislativa trabalhando em favor da população é sempre impossível, noções aliás muitas vezes usadas para justificar teses autoritárias (como o fechamento do Congresso) ou cínicas (tipo “já que liberou geral, locupletemo-nos todos”).  


Confira aqui todas as reportagens sobre o prêmio

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!