Vídeo: Cristovam Buarque é hostilizado em audiência pública

Objetivo do encontro era discutir o tema "liberdade de expressão na sala de aula", mas o debate foi suspenso pelo senador após manifestação do público, que chamou o senador de "golpista". Assista ao vídeo

O senador Cristovam Buarque (PPS-DF), que votou a favor do impeachment de Dilma Rousseff, foi hostilizado por estudantes e professores que participavam de uma audiência pública no Senado nesta quinta-feira (1º). O objetivo do encontro era discutir o tema "liberdade de expressão na sala de aula", mas o debate foi suspenso pelo senador após contínua manifestação do público, que o chamou de "golpista".

"Eu tive a hombridade de sair do Brasil quando eu não conseguia conviver com golpistas! Vocês estão se submetendo a isso! Eu não me submeto a ser dirigido por um golpista! Como vocês acham que eu sou, eu suspendo a sessão!", declarou o senador, pouco antes de encerrar a audiência pública.

Os manifestantes deixaram o Senado gritando "Fora, Temer!" e "Golpistas, fascistas, não passarão!".

A audiência pública teria como foco a discussão do projeto conhecido como "escola sem partido" (PLS 193/16), que está sob a relatoria de Cristovam na Comissão de Educação. O senador já adiantou que é contra a matéria, mas acredita que a proposta é uma boa oportunidade para debater os limites da liberdade, o papel dos pais na educação.

"A audiência estava indo bem, teve uma pessoa favorável, depois teve um professor contrário. Um professor da UnB estava falando a favor, aí os alunos começaram a se manifestar sem me deixar falar", relatou o senador após a confusão. "Então na verdade eles estão querendo uma escola só com o partido deles", avaliou Cristovam.

O senador disse que não se sentiu agredido, mas ficou incomodado com a reação do público.

Veja o momento em que o senador suspende a sessão:

 

 

Mais sobre impeachment

Mais sobre educação

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!