Cristina Kirchner vai a Cuba e Fernández ao México

Fábio Bispo, especial de Buenos Aires*

No primeiro dia após o resultado das urnas, a agora ex-presidente eleita Cristina Kirchner fez novos pedidos à Justiça argentina para viajar para Cuba, onde sua filha, Florencia, está internada por problemas de saúde.

> Bolsonaro diz que argentinos escolheram mal nas eleições presidenciais

A formalização do pedido é necessário diante dos processos que Cristina responde frente à corte do seu país.

Florencia Kirchner, 29, está em Cuba desde março, quando foi internada para tratamento de saúde por problemas no sistema linfático, do qual se tem poucas informações. A internação ocorreu após viajar para a ilha, onde faria um curso de direção cinematográfica.

A filha dos Kirchners também responde a processos na Justiça argentina, ao lado do irmão, o deputado Máximo Kirchner, acusada de lavagem de dinheiro.

Alberto Fernández declarou durante a campanha que se fosse eleito sua primeira viagem internacional seria para o México, para encontro com o presidente Andrés Manuel López Obrador, primeiro presidente de esquerda eleito em seu país.

> Fernández fala em ‘nova ordem para os argentinos’ após ganhar eleição

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!