Cristiane Brasil é líder de votos em área controlada pelo tráfico

 

Investigada por supostamente dar dinheiro a traficantes para que pudessem fazer campanha com “direito exclusivo” no bairro de Cavalcanti, na zona norte do Rio, a deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ), indicada pelo presidente Michel Temer (PMDB) ao cargo de ministra do Trabalho, obteve melhor desempenho nas eleições de 2014, de acordo com o mapa de votos da deputada, exatamente em Cavalcanti.

A congressista conseguiu, em 2014, 11% dos votos válidos (2.899 votos) da 118ª Zona Eleitoral, formada por parte de Cavalcanti e cinco bairros vizinhos. A maior parcela dessa votação foi obtida justamente em seções localizadas em Cavalcanti – conforme dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), revelados pelo jornal O Globo nesta segunda-feira (5).

Investigada desde 2010, a deputada é alvo de um inquérito aberto pela Polícia Civil no Rio de Janeiro, por associação ao tráfico, que foi remetido na sexta-feira (2) à Procuradoria-Geral da República (PGR), por Cristiane ter foro privilegiado.

"Na eleição de 2014, Cristiane Brasil obteve na 118ª Zona Eleitoral quase o dobro da votação do segundo candidato a deputado federal mais lembrado, Jair Bolsonaro (PSC), campeão de votos no estado naquele ano. Nesse mesmo pleito, o mapa de votação da deputada mostra a importância da região para seu desempenho eleitoral: das 20 seções em que mais recebeu votos, 19 ficam em comunidades de Cavalcanti. [...] O resultado eleitoral em 2014 foi o ponto mais alto de uma longa relação com a região, iniciada em 2004, quando se elegeu vereadora", diz a reportagem do jornalista Igor Mello, do O Globo.

Conforme informou o jornal O Estado de S. Paulo, que teve acesso ao inquérito policial, Cristiane, seu ex-cunhado, o deputado estadual Marcus Vinicius (PTB) e três assessores dela na época também são investigados pelo pagamento para garantir que apenas Marcus Vinícius fizesse campanha nas comunidades Morro da Primavera, Parque Silva Vale e JJ Cowsert, todas em Cavalcanti. Há quase oito anos, o inquérito estava na Delegacia de Combate às Drogas do Rio.

<< Leia a reportagem do jornal O Globo na íntegra

Coação a funcionários

Nesse domingo (4), uma nova denúncia contra a petebista, impedida de assumir o ministério por força de liminar na Justiça, foi revelada pelo Fantástico, da TV Globo, que divulgou áudio de Cristiane. Nos áudios, a deputada coage funcionários da Secretaria Especial de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida da prefeitura do Rio, da qual era titular, a votarem nela quando era candidata à Câmara em 2014.

A petebista cobrou de cada assessor que arrumasse outros 30 votos para ela e para o então candidato a deputado estadual Marcus Vinicius (PTB) sob o risco de perderem o emprego.

<< Cristiane Brasil coagiu funcionários a elegê-la, mostram áudios

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!