CPMI da Petrobras cancela depoimento de Alberto Youssef

Prevista para quarta-feira, oitiva foi desmarcada após o doleiro ser internado em um hospital de Curitiba. De acordo com a unidade hospitalar, ele não previsão de alta. No lugar dele, será ouvido o atual diretor de Abastecimento da estatal

A CPI Mista da Petrobras confirmou o cancelamento do depoimento do doleiro Alberto Youssef, marcado para esta quarta-feira (29). Youssef já havia avisado por meio do advogado que pretendia ficar calado e pedido a dispensa da audiência. Além disso, no fim de semana, ele passou mal na carceragem da Polícia Federal em Curitiba e foi levado para um hospital, onde segue internado sem previsão de alta.

Com o cancelamento da audiência de Youssef, a CPI Mista confirmou para quarta o depoimento de José Carlos Cosenza, atual diretor de Abastecimento da Petrobras. Ele deveria ter falado aos parlamentares na semana passada, mas alegou problemas médicos para se declarar impossibilitado de comparecer. Membros da oposição chegaram a duvidar do atestado médico apresentado, já que numa primeira versão, mais tarde emendada, o documento não informava a doença do executivo (hipertensão arterial).

Nesta segunda-feira (27), o Hospital Santa Cruz, onde Youssef está internado desde sábado, divulgou nota informando que o doleiro não tem previsão de alta. "O sr. Alberto Youssef mantém quadro clínica estável, apresentado na avaliação da manhã, quadro cardiológico estável. Exames laboratoriais e outros exames complementares dentro da normalidade. Apresenta-se consciente, lúcido e orientado com sinais vitais dentro da normalidade", diz o boletim assinado pelo médico Rubens Zenobio Darwich.

Mais sobre a Operação Lava Jato

Assine a Revista Congresso em Foco

Com informações da Agência Senado

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!