CPI vai investigar ONG envolvida no caso Gtech

A CPI das ONGs aprovou há pouco a convocação do presidente do  Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Social (IBDS), Fábio Rodrigues Rolim. Como mostrou o Congresso em Foco com exclusividade no último dia 23, a organização não-governamental sediada em Brasília é suspeita de  intermediar o suposto pagamento de propina no caso Gtech (leia mais).

Informações sobre a movimentação financeira desta ONG às quais o site teve acesso mostram que, além de receber pagamentos da Gtech, o IBDS também fez contratos distantes da sua área de atuação, parte deles com órgãos públicos federais.

Os governistas se posicionaram contra a investigação do instituto, alegando que o caso já foi investigado pela extinta CPI dos Bingos. As reclamações partiram, sobretudo, do senador Sibá Machado (PT-AC).

O senador Alvaro Dias (PSDB-PR) argumentou que Fábio Rolim não foi ouvido pela comissão de inquérito que investigou a polêmica renovação, em abril de 2003, do contrato de R$ 650 milhões entre a multinacional de processamento de loterias e a Caixa Econômica Federal (leia mais ).

O requerimento de convocação foi aprovado por seis votos a três. O relator da comissão, senador Inácio Arruda (PCdoB-CE), absteve-se de votar. Outros dois requerimentos sobre o IBDS também foram aprovados.

O primeiro pede que o Ministério Público Federal repasse aos senadores todos os dados já apurados na investigação em andamento sobre o IBDS. O outro requerimento prevê a transferência dos dados da CPI dos Bingos para a comissão que investiga as ONGs. (Lúcio Lambranho)  

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!