Corte no orçamento será divulgado após estudos, diz Mantega

Analistas do mercado financeiro sugerem R$ 30 bilhões, valor não confirmado pelo ministro da Fazenda. Data do limite para o anúncio do valor é 20 de fevereiro

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, não confirmou corte de R$ 30 bilhões no orçamento de 2014. O corte havido sido divulgado e sugerido por analistas do mercado financeiro. Segundo Mantega, o corte será definido após estudos, simulações e discussões entre os técnicos.

“Não está definido qual vai ser o corte que vamos fazer no orçamento de 2014. Mas certamente será um corte que manterá a solidez fiscal e a estabilidade da dívida líquida brasileira”, disse ao chegar há pouco no Ministério da Fazenda.

O ministro disse também que não há data para o anúncio do corte, apesar de 20 de fevereiro ter sido estabelecido como data limite para a divulgação dos números da reprogramação orçamentária do primeiro bimestre.

“[A divulgação antes disso] depende [de outras condicionantes], porque nós fazemos estudos, simulações e discussões. Quando terminarmos tudo isso teremos o número definitivo”, destacou Mantega.

A despeito do valor de corte de R$ 30 bilhões como tem sido anunciado e sugerido pelo mercado financeiro, ele lembrou ainda que é natural que o governo converse com setores da economia, incluindo os analistas e investidores antes das decisões. “Nós sempre temos conversado com o mercado e com vários segmentos da economia e não há nada de excepcional nisto”.

Leia mais sobre orçamento

Nosso jornalismo precisa da sua assinatura

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!