Contra nova meta fiscal, Lobão diz que irá ao Congresso

Pelo Twitter, músico criticou a decisão de Renan Calheiros de retirar as pessoas do plenário do Congresso. Decisão ocorreu após o confronto de seguranças contra manifestantes que resultou na derrubada da sessão do Congresso

Depois da confusão generalizada desta noite no plenário da Câmara, o cantor e compositor Lobão foi ao Twitter anunciar: “Eu estou pegando um avião para Brasília amanhã cedo! Quem vem do Brasil inteiro? Que venha o Brasil inteiro!!!”, exortou. Por conta de discussões e troca de empurrões entre parlamentares, seguranças e manifestantes, a votação de dois vetos presidenciais e do projeto que altera a meta fiscal acabou adiada pelo presidente do Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Um dos artistas mais engajados nas eleições desta ano, Lobão apoiou a candidatura do senador Aécio Neves (PSDB-MG) em segundo turno. Desde a vitória da presidenta Dilma Rousseff, em outubro, ele tem protagonizado manifestações de rua para protestar contra o PT e o “projeto bolivariano” de poder que estaria em curso. No último sábado, ele foi dos manifestantes que pediram o impeachment de Dilma na Avenida Paulista.

“Vamos nessa rapaziada!! Que a hora é essa!!!!!!!! O Brasil está chamando”, emendou Lobão, já reverberado pelos seguidores na rede social. “Lobão está indo para Brasília amanhã cedo para acompanhar a votação da PLN36. Vamos??”, disse um internauta. “Vamos impedir o golpe! Juntos, seremos mais fortes amanhã, às 10h”, replicou Adriana Coutinho.

Mais sobre orçamento

Assine a Revista Congresso em Foco

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!