Contra cartel, brasilienses prometem não abastecer carros nesta sexta

Consumidores se organizam em página do Facebook para protestar contra o preço do litro da gasolina em Brasília, que chega a quase R$ 4

Cerca de 34 mil cidadãos de Brasília prometem não abastecer seus veículos nesta sexta-feira nos postos de combustível da cidade. A medida é uma reação ao valor da gasolina cobrado e uma forma de protestar em relação à recente revelação de cartel envolvendo esse serviço na capital do país.

"Além deles não repassarem nosso desconto após a descoberta dos escândalos de corrupção envolvendo preços abusivos, ainda teremos que pagar quase R$4,00 o litro de gasolina?!?!? Somos consumidores e temos o poder em nossas mãos! ", afirma a página Boicote aos postos de gasolina DF, hospedada no Facebook.

De acordo com matéria do Correio Braziliense, caso os internautas não comprem combustível nesta sexta, o prejuízo chegará a R$ 5,7 milhões. O periódico conversou com os organizadores do boicote. "Eles querem que o preço da gasolina volte para a casa dos R$ 3,18 e que o etanol seja vendido por R$ 2,22. A diferença nos preços, segundo a criadora da página Boicote aos Postos de Gasolina DF, Alexandra Vasconcelos, 36 anos, seria o equivalente aos 20% 'levados' pelo cartel, conforme apontado a Polícia Federal, em outubro do ano passado, na Operação Dubai."

Segundo a Polícia Federal, que investiga a prática de cartel nos postos de combustível do Distrito Federal, a Cascol, principal rede investigada pela Operação Dubai, lucra aproximadamente R$ 800 mil em apenas um dia. "O Correio ligou para a assessoria de imprensa da empresa, que preferiu não se manifestar."

Leia a íntegra da matéria do Correio Braziliense

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!