Conselho marca data para ouvir Demóstenes e Cachoeira

Senadores vão ouvir senador goiano no dia 28. Antes, no dia 23, será a vez de contraventor explicar relações com parlamentar, alvo de representação por quebra de decoro

O Conselho de Ética do Senado definiu nesta quinta-feira (10) que o senador Demóstenes Torres (sem partido-GO) será ouvido pelo colegiado no próximo dia 28. Será o momento em que ele poderá apresentar sua defesa oral. Demóstenes já entregou ao Conselho uma defesa prévia escrita, mas o relator do caso, senador Humberto Costa (PT-PE), apresentou relatório favorável à cassação do mandato do senador goiano.

Leia outros destaques do Congresso em Foco
CPI vai ouvir Cachoeira no dia 15 de maio
Leia mais sobre o caso Cachoeira

O Conselho de Ética definiu também que o contraventor Carlinhos Cachoeira vai prestar esclarecimentos ao colegiado antes do senador, no dia 23 de maio. Ele será ouvido como testemunha de defesa de Demóstenes. Outra testemunha arrolada pelo senador é o advogado Ruy Cruvinel, que será ouvido no dia 22.

O colegiado investiga se houve quebra de decoro parlamentar por parte do parlamentar goiano que afirmou ter apenas relações pessoais com o bicheiro, mas segundo informações da Polícia Federal, há indícios de que Demóstenes utilizou seu mandato para favorecer interesses de Cachoeira, preso desde fevereiro pela Operação Monte Carlo.

De acordo com Humberto Costa, a definição de uma agenda de oitivas é importante para que os trabalhos do Conselho sejam finalizados até o recesso parlamentar, na segunda quinzena de julho. “Vou fazer todo um esforço para que o plenário vote o arquivamento ou a punição do senador antes do recesso. Em relação ao Conselho, pretendo que no máximo até o final de junho seja votado”, disse.

Saiba mais sobre o Congresso em Foco

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!