Congresso virtual discutirá temas da agricultura para a Rio+20

Em formato inovador, congresso virtual pretende ampliar debates sobre posicionamento da América Latina para a Rio+20, conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável que acontecerá em junho, no Rio de Janeiro. O resultado dos debates será apresentado ao governo brasileiro

Com o intuito de formular propostas a serem adotadas pelo governo federal para a Rio +20, o Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA) em parceria com o Ministério de Desenvolvimento Agrário (MDA), realizará o Congresso Virtual Internacional Economia Verde e Inclusão Sócioprodutiva: o papel da agricultura familiar. Segundo o IICA, trata-se de um evento preparatório para fomentar a reflexão junto à sociedade civil sobre a Rio +20, que acontece em junho no Rio de Janeiro.

Clique aqui para participar e obter mais informações sobre o congresso virtual

Leia também:

Prefeitos fazem documento sobre a Rio+20

Leia outros temas de destaque hoje no Congresso em Foco

Os resultados alcançados serão levados ao evento principal. De acordo com a entidade, o congresso é uma das raras oportunidades de participação efetiva da sociedade civil em eventos de grande porte e de enorme repercussão mundial. O objetivo é discutir com especialistas renomados de diversas áreas e gestores públicos sobre questões polêmicas como mudanças climáticas, segurança alimentar, desenvolvimento  e consumo sustentável e consumo.

O congresso virtual será realizado entre 9 e 30 de abril, exclusivamente pela internet. “Na América Latina ainda não é comum esse tipo de evento, em que se rompe as barreiras do tempo e do espaço. Vamos aproveitar para testar o modelo que poderá ser muito eficiente no futuro”, explica Manuel Rodolfo Otero, representante do IICA, para quem o formato do congresso permitirá que haja a democratização dos temas e da participação dos parceiros. “Todos poderão interagir, enviar documentos e fazer perguntas. Uma palestra também poderá, por exemplo, ser revista, caso alguém queira. Isso permite que as informações sejam melhor aproveitadas”, diz.

O congresso será dividido em duas conferências magnas e também serão realizadso fóruns com foco em três eixos temáticos principais. O primeiro debaterá questões ligadas ao desenvolvimento sustentável territorial. O segundo painel tratará do tema segurança alimentar e preservação ambiental e o último, debaterá a relação de produção e consumo sustentável. Ao final do evento, haverá um relator geral que consolidará os resultados em um documento final, em formato de revista especial e um informe técnico, que será apresentado ao governo como sugestões para a Rio+20.

América Latina

Até a publicação desta reportagem, o Congresso Virtual já tinha recebido 2.337 inscrições, das quais 43,4% são de brasileiros. Colombianos e argentinos correspondem a 20,7% dos inscritos. Outros 14 países latino-americanos e alguns países europeus, com destaque para a Espanha, também participam do Congresso.

Do total de participantes, 34% são de universidades e centros de pesquisa, 33% são de representantes de órgãos governamentais, 21% são de entidades não governamentais e 12% são da iniciativa privada. Para Otero, a participação de empresas no processo de discussão é fundamental. Ele comemorou a porcentagem e disse que é um número importante. “Fiquei satisfeito com essa cifra porque representa um interesse de uma parte da sociedade que pouco participava dos debates. Agora eles estão envolvidos e isso é muito bom”.

Foram convidados a professora da UFPE, Tânia Bacelar, o professor do CPDA e presidente do Consea, Renato Maluf, o professor titular da USP, Ricardo Abramovay, o pesquisador do CPDA, Sérgio Leite, o diretor do RIMISP, Julio Berdegué, o consultor independente Eduardo Trigo e o professor e pesquisador do CPDA, Peter May.

O IICA desenvolve cerca de 30 projetos no Brasil, em parceria com diversas organizações da sociedade civil, ministérios e principalmente, órgãos dos governos estaduais.

Saiba mais sobre o Congresso em Foco

Continuar lendo