Congresso lança portal próprio na internet

Renan atribui a protestos as intensas movimentações na Câmara e no Senado para aprovar matérias de apelo popular. Portal reunirá informações sobre vetos e orçamento da União

Os presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) e da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-AL), lançaram nesta terça-feira (16) o portal próprio do Congresso Nacional. O site abrigará informações relativas ao trabalho conjunto das duas Casas, como o orçamento da União, as medidas provisórias e os vetos presidenciais.

Segundo Renan, as manifestações em todo o país tiraram o Congresso do "absenteísmo legislativo" e aceleraram os trabalhos parlamentares. "Não vejo nisso nenhum demérito. Antes ser pautado pela sociedade do que por forças estranhas à democracia. [...] O portal é resultado do esforço das duas Casas. Novos tempos impõem a mudança de métodos e de práticas", disse.

Para Henrique, o portal chega em bom momento, quando a sociedade questiona as instituições representativas. Segundo o deputado, o portal será fundamental para que a população acompanhe a análise dos vetos presidenciais. Na semana passada, os parlamentares aprovaram resolução que altera as normas de tramitação dos vetos. Pelo texto, aprovado na última quinta-feira (11), o prazo de 30 dias para análise dos vetos que chegarem ao Parlamento, a partir de 1º de julho deste ano, passa a contar no momento em que eles forem protocolados na presidência do Senado.

Renan também defendeu o voto aberto para todos os tipos de votação no Congresso. Uma proposta de emenda à constituição, aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça do Senado no início do mês, estabelece a publicidade da votação para indicações de autoridades e chefes de missões diplomáticas, exoneração do Procurador-Geral da União antes do término do seu mandato, cassação de mandato parlamentar e apreciação de vetos presidenciais. "Eu sinceramente acho que temos que avançar para eliminar essas outras modalidades. [...] Se o segredo é o voto da serpente, vamos extingui-lo de uma vez por todas", disse.

O portal terá o conteúdo dos vetos presidenciais e tramitação deles, além das agendas do Senado, da Câmara e do Congresso. Ele também agregará informações e notícias das duas Casas. Para Renan, o novo site eliminará o trânsito de papéis entre as duas Casas, informatizando definitivamente as comunicações. Ele será gerenciado por servidores da Câmara e do Senado e não receberão a mais por isso.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!