Como os senadores se saíram nas urnas

Sylvio Costa 

Um total de 49 senadores disputaram as eleições. Desses, 29 tentaram a reeleição e 16 (55%) já estão reeleitos.

Apesar do número expressivo – superior aos nove reeleitos de 1994 e aos 14 de 2002, as duas últimas eleições em que o Senado renovou dois terços de suas bancadas -, alguns dos senadores mais influentes estarão longe do Congresso a partir de fevereiro de 2011, quando se iniciará a nova legislatura.

Os estragos foram mais significativos na oposição. As urnas frustraram a tentativa de reeleição de vários dos principais nomes da oposição, como Tasso Jereissati (PSDB-CE), Arthur Virgílio (PSDB-AM), Heráclito Fortes (DEM-PI), Marco Maciel (DEM-PE) e Efraim Morais (DEM-PB). Também tiram do Congresso outros dois candidatos derrotados à reeleição, Romeu Tuma (PTB-SP) e Mão Santa (PSC-PI).

Vinte parlamentares que hoje exercem mandato no Senado concorreram a outros cargos.

Quatro deles tiraram a sorte grande. Saíram do primeiro turno eleitos governadores: Raimundo Colombo (DEM-SC), Rosalba Ciarlini (DEM-RN), Tião Viana (PT-AC) e Renato Casagrande (PSB), este com a maior votação proporcional no Brasil.

O senador Marconi Perillo (PSDB-GO) disputará o segundo turno.

Todos os demais senadores que tentaram voos mais altos não obtiveram vitória nas urnas. A senadora Marina Silva (PV), apesar da excepcional e surpreendente votação, que contribuiu para levar a definição da disputa presidencial para o segundo turno, ficará sem mandato nos próximos anos.

Outros dois senadores – Aloizio Mercadante (PT-SP) e Hélio Costa (PMDB-MG) – foram derrotados na disputa para os governos estaduais e também ficarão sem mandato a partir de 2011. Os senadores Alfredo Nascimento (PR-AM), Fernando Collor (PTB-AL), Jarbas Vasconcellos (PMDB-PE) e João Vicente Claudino (PTB-PI), igualmente frustrados na tentativa de se eleger governadores, têm a vantagem de possuir mais quatro anos de mandato.

Os senadores Almeida Lima (PMDB-SE), Eduardo Azeredo (PSDB-MG) e Sérgio Guerra (PSDB-PE) se elegeram deputados federais. Patrícia Saboya (PDT-CE) conquistou um mandato de deputada estadual.

Outros quatro senadores perderam a eleição. Leomar Quintanilha (PMDB-TO), Adelmir Santana (DEM-DF) e Serys Slhessarenko (PT-MT), para a Câmara dos Deputados. José Nery (Psol-PA), para deputado estadual.

Leia também:

Tudo sobre os resultados das eleições

O que pensam os candidatos a senador

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!