Tesoura da censura não perdoou nem a propaganda

Com base na Lei de Acesso à Informação, a Revista Congresso em Foco acessou e revela os arquivos secretos da censura a peças de publicidade durante o regime militar. Confira alguns desses casos

Muito já se falou sobre a história da censura no Brasil durante os anos da ditadura militar. Famosos embates políticos entre os militares no poder e os cidadãos que queriam liberdade de criação e de expressão são lembrados até hoje. Livros foram mantidos nas gavetas até o fim do regime e diversos filmes foram exibidos com os cortes que exigiam os censores. No entanto, um aspecto das tesouras da ditadura foi negligenciado por anos. Propagandas consideradas impróprias tiveram sua veiculação reprimida. Com base na Lei de Acesso à Informação, a Revista Congresso em Foco chegou até os documentos da Censura Federal, em Brasília, e resolveu concentrar-se em um de seus capítulos menos conhecidos: a censura à propaganda. O Congresso em Foco publica hoje parte desse material. A íntegra da reportagem está disponível no quarto número da revista, em circulação em todo o país.

 

Compre aqui a edição número 4 da revista

E, vista de hoje, esta censura soa até engraçada, de tão absurda ou ridícula. As histórias colhidas no Arquivo Nacional também revelam momentos em que, já nos estertores do regime militar, a liberdade de expressão venceu a batalha contra a censura.

Se no caso da imprensa ou das manifestações artísticas, a disputa que levava à censura era mais política; no caso da publicidade, a queda de braço era entre os setores mais conservadores da sociedade, que se valiam do arbítrio daquele tempo para reagir aos avanços de uma sociedade que, na época, passava por uma revolução nos seus costumes e conceitos morais.

Eram anos de intensas mudanças culturais em todo o mundo e isso se refletia nos hábitos de consumo até das pessoas mais caretas: homens de cabelos compridos, camisas cor-de-rosa e gravatas coloridas, mulheres de calças compridas. E a publicidade, sempre atenta a tais mudanças para melhor vender seu peixe, acabou vítima da tesoura dos que reagiam de forma violenta a todas essas novidades.

O Congresso em Foco apresenta, a seguir, alguns desses casos. Para saber mais sobre como a tesoura da censura avançou sobre a publicidade brasileira e conhecer outros casos, leia a Revista Congresso em Foco. Clique nos links abaixo:

Sobrou até para o absorvente da Marília Pêra
A mente poluída do secretário do Meio Ambiente
Censura temia por propaganda de cuecas e calcinhas

Leia ainda outras matérias que saíram no quarto número da revista:

Pedro Simon dispara contra governadores e ministros

Governo abre o cofre para evitar vexame olímpico

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!