Com base na lei da Ficha Limpa, TRE nega candidaturas de César Maia e Paulo Feijó

César Maia disputa cadeira no Senado. Já o deputado federal Paulo Feijó tenta a reeleição. Eles podem continuar em campanha se recorrerem ao TSE

O  Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) indeferiu a candidatura de Cesar Maia (DEM) ao Senado. Ele foi prefeito do Rio de Janeiro (RJ), onde conseguiu uma cadeira na Câmara de Vereadores em 2012.

O tribunal considerou que Cesar Maia deve ser enquadrado na lei da Ficha Limpa por uso de dinheiro público para financiar a construção de uma igreja. Os suplentes na chapa de Cesar Maia, Ronaldo Coelho (PSD) e Jorge Coutinho (PMDB), tiveram as candidaturas indeferidas por problemas na documentação.

Também no julgamento realizado ontem à noite, a candidatura à reeleição do deputado federal Paulo Feijó (PR) foi indeferida com base na lei da Ficha Limpa, por envolvimento com a máfia das ambulâncias.

Caso recorram ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), todos podem continuar fazendo propaganda eleitoral até o julgamento definitivo.

 

 

Mais sobre eleições 2014

Assine a Revista Congresso em Foco em versão digital ou impressa

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!