Ciro convida para vice empresário que era cotado pelo PT para compor chapa de Lula

 

O ex-ministro Ciro Gomes, pré-candidato à Presidência pelo PDT, convidou o presidente da Coteminas, Josué Gomes, filho de José Alencar (vice-presidente de Lula), para ser vice em sua chapa. Josué também era cotado como candidato a vice pelo PT.

Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, Ciro disse que uma aliança com o PT é “possível e até desejável”, mas “improvável”. "Eu já disse a ele: se quiser, é dele", disse Ciro ao se referir ao empresário.

O pedetista afirmou que Lula está inelegível e que vai continuar com sua pré-campanha independentemente do PT. "Eu tenho que respeitar isso com toda dignidade, é o momento que eles estão vivendo. Seu principal líder preso e eles constrangidos a uma solidariedade que ainda afirma a candidatura do Lula, mesmo preso e inelegível. Olho com respeito o tempo do PT, mas toco minha bandinha."

Embora classifique como cruel o momento de Lula, preso em Curitiba, Ciro disse que sua solidariedade ao ex-presidente e ao Partido dos Trabalhadores não vai mudar seus planos políticos.

"Dói no meu coração ver um ex-presidente que fez tanto bem ao país preso. A política, entretanto, tem uma crueldade. Nossa responsabilidade é com o futuro de 206 milhões de pessoas. Minha solidariedade não me tira a disciplina de produzir uma alternativa para o Brasil, independentemente do destino do Lula e do PT."

Ciro evitou contestar as decisões do Judiciário, em linha oposta à assumida pelo PT. "Não me parece ser a providência mais razoável fazer um acampamento com palavras de ordem insultando o Judiciário às vésperas do julgamento. Das duas uma: ou você confia nas instituições e recorre a elas para corrigir injustiças ou não confia", afirmou.

Ainda em campo oposto ao do PT, o pré-candidato também defendeu a prisão em segunda instância, que levou Lula ao início do cumprimento de sua pena. Os petistas defendem que um réu só possa ser preso após o esgotamento de recursos em todas as instâncias. "O mundo civilizado inteiro garante apenas dois graus de jurisdição para crimes comuns. É muito raro que se dê a um julgamento de crime comum quatro graus de jurisdição. O correto era corrigir a distorção institucional que, hoje, garante quatro graus de jurisdição."

As declarações de Ciro indicam aumento do distanciamento entre o pedetista e o PT. Os petistas criticaram Ciro por não ter comparecido aos atos de apoio a Lula nos dias que antecederam sua prisão, ao contrário do que fizeram Manuela D'Ávila (PCdoB) e Guilherme Boulos (Psol), outros dois pré-candidatos ao Planalto.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!