Cinco projetos recebem prêmio de educação fiscal

Iniciativa tem como proposta estimular a cidade tributária no país. Para presidente da Febrafite, entidade que organizou o evento, propostas trarão frutos para o país

A Federação Brasileira de Associações de Fiscais de Tributos Estaduais (Febrafite) concedeu, na última terça-feira (19), o Prêmio Nacional de Educação Fiscal 2013 a cinco projetos que tratam de estimular a cidadania tributária no país.

Na categoria “Instituições”, venceu o projeto “Impostos, Transparência, Participação, Prosperidade”, da prefeitura de Barroso (MG). Na categoria “Escolas”, o projeto “Disseminadores da Educação Fiscal”, elaborado pelo Colégio Estadual Nestor Victor, da cidade de Pérola (PR), levou o 1º lugar. Cada um recebeu R$ 15 mil.

Em segundo lugar nessas categorias, aparecem os projetos “Difundindo a Educação Fiscal em Lindolfo Collor”, do município gaúcho homônimo; e “Gincana Fiscal João Widemann”, realizada pelo Colégio Professor João Widemann, de Blumenau (SC). Cada qual recebeu a premiação de R$ 10 mil.

O projeto “A Importância da Educação Fiscal na Educação Infantil”, do colégio Professora Adelaide Bessa Wanderley, de Manaus (AM), ficou em terceiro lugar na categoria escolas e levou R$ 5 mil.

“É um projeto de cidadania e que com certeza trará frutos para o Brasil, por meio da consciência cidadã e do acompanhamento das receitas públicas”, comemorou o presidente da Febrafite, Roberto Kupski.

“Estamos os fiscos de um modo geral em busca da formação adequada do cidadão acerca da importância do tributo, de transmitir o dever do pagamento e, sobretudo o direito de exigir o retorno do Estado. Iniciativas como essa engrandecem a nação brasileira”, complementou o secretário da Receita Federal do Brasil, Carlos Alberto Freitas Barreto.

A honraria foi entregue na última terça-feira (19) na Câmara Legislativa do Distrito Federal. A premiação é uma iniciativa da Febrafite, em parceria com a Escola de Administração Fazendária (ESAF) e com o Programa Nacional de Educação Fiscal (PNEF); e tem o patrocínio do Banco de Brasília (BRB) e da Petrobras.

Leia mais sobre o pacto federativo

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!