Chico Alencar vê pinguela do governo caindo até 2018; assista ao vídeo

“No mínimo, nós vamos chegar aos trancos e barrancos a 2018. O que deve haver é o chamamento, o quanto antes, do soberano da República – que é o povo – para decidir novos rumos para o país”, declara o deputado ao Congresso em Foco

Um dos principais líderes oposicionistas da Câmara, o deputado Chico Alencar (Psol-RJ) não demonstra otimismo em relação à travessia do país até 2018. Ele se refere, além da crise política instalada no país desde os protestos de junho de 2013, à chamada “pinguela”, nas palavras de Fernando Henrique Cardoso, que o governo Michel Temer representa como transição de governo desde o impeachment de Dilma Rousseff. Neste vídeo gravado pelo repórter Leonel Rocha, Chico reafirmou ao Congresso em Foco a defesa que faz de novas eleições diretas para a Presidência da República.

“A gente vislumbra uma pinguela caindo, que já é extremamente frágil, muita crise, um razoável caos social, que não interessa a ninguém. Uma degradação política a mais plena; impossibilidade das atuais forças do Congresso de fazerem a urgente reforma política. Há uma certa paralisia”, observou o deputado.

Veja no vídeo:

 

“No mínimo, nós vamos chegar aos trancos e barrancos [a 2018]. O que não pode é haver a quebra dos preceitos constitucionais da democracia. O que deve haver é o chamamento, o quanto antes, do soberano da República – que é o povo – para decidir novos rumos para o país”, acrescentou o deputado.

Mais sobre crise brasileira

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!