Checando Eduardo Bolsonaro e a Festa de Barretos

“Estive em Barretos, no interior de São Paulo, acompanhando a maior festa de peão do mundo. (...) É uma festa que reúne por dia mais de 60 mil pessoas, sem nenhum incidente, com um clima familiar, em que o locutor chega a fazer uma reza, um Pai Nosso, para proteger todos.” – Eduardo Bolsonaro (PSC-SP), deputado federal, no plenário, na terça-feira (1º)

Embora a quantidade de ocorrências tenha diminuído 23%em relação a 2014, não é possível dizer que a Festa do Peão de Barretos não registrou nenhum incidente.

De acordo com o balanço feito pelo 33º Batalhão da Polícia Militar, houve 1.078 ocorrências policiais na edição deste ano. No ano passado, foram 1.405. Alguns problemasaumentaram. De acordo com reportagem do G1, ocorreram mais apreensões de armas brancas e de fogo. Enquanto em 2015 foram 13, em 2014 os casos subiram para seis. O número de prisões também cresceu, de 18 para 20. Foram apreendidos também 27 menores, contra seis em 2014. Não foram registrados incidentes graves.

No dia 22 de agosto, uma mulher foi presa em Colina, no interior de São Paulo, com 30 celulares furtados durante o evento. Os policiais localizaram os aparelhos porque um dos proprietários ativou o rastreador e conseguiu descobrir para onde o telefone havia sido levado.

A quantidade de ocorrências em 2015, no entanto, é maior do que a que foi registrada em 2013, quando se registrou um aumento de 96,5% em relação ao ano anterior. Houve 715 ocorrências naquele ano.

Mais sobre Truco no Congresso

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!