CGU aponta falhas no Pronatec, vitrine da campanha de Dilma

A falta de controle, segundo o relatório do órgão, criou um ambiente favorável a fraudes, que já vêm sendo identificadas pelo Ministério Público Federal e pelo Tribunal de Contas da União

Um documento da Controladoria-Geral da União (CGU) apontou uma série de falhas no Programa Nacional do Ensino Técnico (Pronatec), uma das principais vitrines da presidente Dilma Rousseff em sua campanha à reeleição.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, o relatório aponta descontrole dos gastos públicos com o programa, visto que diversos alunos que desistiram dos cursos continuam sendo contabilizados.

Dessa forma, as instituições que oferecem os cursos continuam recebendo equivocadamente pagamento por alunos que já não frequentam mais as aulas.

A falta de controle, segundo o relatório, criou um ambiente favorável a fraudes, que já vêm sendo identificadas pelo Ministério Público Federal e pelo Tribunal de Contas da União.

Veja a íntegra da reportagem no site do jornal

Mais sobre as eleições

Assine a Revista Congresso em Foco


Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!