CBF convida Henrique Alves para chefiar delegação

Presidente da Câmara ainda não decidiu se aceita o convite para assistir a jogo de futebol da seleção nos EUA. Na semana passada, deputado foi ao Maracanã ver partida com avião da FAB

ABr/fotografo]
O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marin, foi ao Congresso Nacional na manhã desta quarta-feira (10) para convidar o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), para chefiar a delegação brasileira num jogo amistoso contra Portugal. A assessoria de Henrique Alves afirmou que ele ainda não decidiu se aceitará o convite ou não. O “Jogo da Paz”, segundo Marin, será em Boston (Estados Unidos) no dia 10 de setembro.

Os detalhes do convite não foram esclarecidos, como o eventual custeio, pela própria CBF, das despesas da viagem do deputado para assistir à partida.

Marin também destacou que a visita à Câmara e ao Senado foi para agradecer a “ajuda, colaboração, apoio” dos parlamentares à seleção brasileira de futebol. O time foi campeão da Copa das Confederações após derrotar por 3 x 0 uma apática seleção espanhola em pleno Maracanã.

Henrique Alves esteve presente neste confronto entre brasileiros e espanhóis. O parlamentar do Rio Grande do Norte utilizou uma aeronave da Força Aérea Brasileiras (FAB) para ir de Natal ao Rio de Janeiro e aproveitou para dar carona a alguns familiares.

Depois que o caso veio à tona, o parlamentar potiguar admitiu que houve um “equívoco” e prometeu pagar pelas passagens. O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que usou um avião da FAB para ir a um casamento, também prometeu pagar pela viagem. O uso de aeronaves militares por parlamentares provocou tanto debate que um projeto de lei para regulamentar essas “caronas” foi apresentado na Câmara.

Mais sobre farra das passagens

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!