Cássio Cunha Lima: “Foi a rua que fez o impeachment”

Tucano defende que impeachment surgiu como vontade popular expressa em manifestações pelas ruas do país. "Isso que incomoda o governo: eles perderam as ruas, se achavam proprietários dela", afirmou

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) foi o 21º orador na sessão desta terça-feira (30) e defendeu que o impeachment surgiu como vontade popular expressa em manifestações pelas ruas do país. "Foi a rua que fez o impeachment, foi a sociedade", disse o senador, "isso que incomoda o governo: eles perderam as ruas, se achavam proprietários dela", acrescentou.

O tucano disse ainda que, se não fosse pelo impeachment, Dilma cairia por decisão do Tribunal Superior Eleitoral - onde a chapa Dilma-Temer responde a uma ação que pode resultar em sua cassação. O senador argumentou que "para sustentar as mentiras ditas na campanha eleitoral, fraudaram a contabilidade pública".

O senador Cássio Cunha Lima é alvo do Inquérito 3404, que tramita em segredo de justiça, por crimes contra a ordem tributária e formação de quadrilha. Conforme informa despacho da ministra Rosa Weber, o parlamentar, que já foi prefeito de Campina Grande e governador da Paraíba, teve seu sigilo bancário quebrado em decorrência da investigação.

Mais sobre impeachment

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!