Cartão corporativo: com R$ 29 milhões em seis meses, governo diz que gastos “vêm caindo”

Presidência diz que circunstâncias como viagens internacionais e impeachment geraram custos extras. “Vale ressaltar que de 12 de maio até 31 de agosto o Brasil teve uma presidente afastada e um presidente em exercício, o que envolveu despesas com duas equipes distintas de governo”

Por meio de nota (íntegra abaixo), o governo federal comentou  a reportagem da rádio CBN sobre o aumento de gastos da gestão Temer com cartão corporativo. De acordo com a reportagem, replicada por este site na manhã desta terça-feira (8), os gastos do governo federal com o cartão corporativo nos últimos quatro meses superam o total desembolsado em todo o primeiro semestre, contrariando o discurso de contenção de gastos no período pós-impeachment de Dilma Rousseff. Segundo a CBN, entre 1º de julho e 4 de novembro, esse tipo de despesa somou R$ 24 milhões, contra os R$ 22 milhões despendidos nos seis primeiros meses do ano. Desde que Michel Temer (PMDB) assumiu a Presidência da República, ainda em maio, o governo gastou R$ 29 milhões com os cartões corporativos.

Ouça a reportagem da CBN

Segundo a Secretaria de Comunicação da Presidência da República, trata-se de algo natural diante das circunstâncias. “Vale ressaltar ainda que de 12 de maio até 31 de agosto o Brasil teve uma presidente afastada e um presidente em exercício, o que envolveu despesas com duas equipes distintas de governo”, diz trecho do documento. Em e-mail encaminhado ao Congresso em Foco, o órgão de comunicação registrou números relativos à despesa com cartão corporativo nos primeiros dez meses do ano passado e deste ano.

Segundo o governo, os números reunidos pelo Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafi) mostram que os gastos “vêm caindo em relação a 2015”. “Apenas em junho, devido aos preparativos para as Olimpíadas [Rio 2016], houve pequena elevação se comparado com período anterior”, acrescenta.

Veja os registros abaixo.

Despesas com cartão corporativo Presidência da República:

2015 2016
JAN – R$ 294.898,23 JAN – R$ 229.022,36
FEV – R$ 453.131,65 FEV – R$ 405.109,28
MAR – R$ 580.998,75 MAR – R$ 432.916,66
ABR – R$ 295.707,80 ABR – R$ 391.027,57
MAIO – R$ 551.773,71 MAIO – R$ 428.208,16
JUN – R$ 421.857,54 JUN – R$ 532.174,91
JUL – R$ 556.126,74 JUL – R$ 325.728,88
AGO – R$ 615.350,49 AGO – R$ 391.990,26
SET – R$ 545.381,66 SET – R$ 501.240,68
OUT – R$ 491.093,48 OUT – R$ 359.745,20

 

Confira a íntegra da nota:

“Nota à Imprensa

Sobre informações veiculadas pela imprensa de que os gastos com cartão corporativo da Presidência da República estão crescendo, esclarecemos:

– Conforme dados do Siafi [Sistema Integrado de Administração Financeira], as despesas da gestão Michel Temer vêm caindo em relação a 2015. Apenas em junho, devido aos preparativos para as Olimpíadas, houve pequena elevação se comparado com período anterior.

– Em setembro, as despesas voltaram a subir, elevação puxada pelas viagens internacionais (G20 na China, Assembleia Geral da ONU, nos Estados Unidos). No entanto ainda ficou abaixo do registrado no mesmo período do ano passado.

A queda está de acordo com a política de contenção de gastos do governo federal. Vale ressaltar ainda que de 12 de maio até 31 de agosto o Brasil teve uma presidente afastada e um presidente em exercício, o que envolveu despesas com duas equipes distintas de governo.

Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República”

 

Mais sobre gastos públicos

Mais sobre crise brasileira

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!