Estamos mudando o site. Participe enviando seus comentários por aqui.

Cármen Lúcia reage contra atos pró-intervenção militar: “Democracia é único caminho legítimo”

 

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) fez um breve pronunciamento, no início da sessão desta quarta-feira (30), em resposta às greves e manifestações da última semana. Com discurso direcionado à defesa da democracia, a fala de Cármen Lúcia vem da esteira de manifestações a favor de uma intervenção militar. A presidente da Corte declarou que “regimes sem direitos são passados de que não se pode esquecer, nem de que se queira lembrar” e que “a democracia é o único caminho legítimo”.

Logo no início da sessão, Cármen afirmou que iniciava os trabalhos desta quarta-feira (30) com “profunda preocupação, atenção e responsabilidade com o grave momento político, econômico e social” do país.

“Democracia não está em questão. Há questões sócio político e financeiras nas democracias também. Mas o direito brasileiro oferece soluções para o quadro apresentado e agora vivido pelos brasileiros”, prosseguiu a presidente do STF.

Nos últimos dias da paralisação dos caminhoneiros, foram registradas manifestações pedindo intervenção federal. Na segunda (28), o presidente da Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam) afirmou que os caminhoneiros queriam voltar ao trabalho, mas estavam sendo impedidos por intervencionistas que queriam “derrubar o governo”.

“Quem quer derrubar o governo que monte um movimento, não use a Abcam”, disse em entrevista coletiva. “Os caras querem dar um golpe neste país e eu não vou fazer parte disso”, acrescentou. O próprio governo investiga a infiltração de um grupo intervencionista na paralisação.

 

<< Governo identifica a infiltração de intervencionistas e outros dois grupos entre caminhoneiros

Continuar lendo