Candidato que une Roriz e PT lidera com folga, diz pesquisa

Na cidade natal do ex-governador do DF, candidato apoiado por ele e pelo PT aparece com 63% das intenções de voto para prefeito. Lá, Dilma é mais popular do que o governador de Goiás, o tucano Marconi Perillo

LUZIÂNIA (GOIÁS) – A aliança do ex-governador do Distrito Federal Joaquim Roriz (PSC) com o PT em sua cidade natal, Luziânia, a 60 quilômetros de Brasília, tem ampla vantagem nas pesquisas para as eleições deste domingo. De acordo com o Instituto Serpes, Cristóvão Tormin (PSD), primo e candidato apoiado por Roriz, lidera com 63,6% das intenções de voto. Em uma inusitada coligação, Cristóvão tem como vice o petista Didi Viana, até então ferrenho opositor político da família Roriz. Em segundo lugar, aparece Gastão Leite (PSDB), com 16,5% das intenções.

Apesar da grande vantagem, o diretor do instituto de pesquisa, Antônio Lorenzo Martínez, defende cautela na análise dos percentuais. Ele chama atenção para o elevado índice de indecisos: 10,5% na pesquisa estimulada e 17,20% na espontânea.

Pesquise aqui a ficha do seu candidato

Em sua terra natal, Roriz apóia aliado do PT

“O Cristóvão está bem à frente, mas o eleitorado do Entorno não é muito fiel”, analisou Martínez em entrevista ao Congresso em Foco. “O número de indecisos no Entorno é proporcionalmente alto em relação a outros eleitorados”, continuou.

Uma das causas poderia ser o fato de muitos moradores passarem o dia no trabalho ou na escola em Brasília e só retornarem para suas casas, em Goiás, à noite. Faltaria contato com o dia a dia da cidade para ter certeza sobre qual candidato escolher.

 

Segundo o Serpes, Cristóvão tem 63,6% de intenções de votos na pesquisa estimulada. É seguido por Gastão Leite (16,5%). O policial militar Geraldão Silva (DEM) tem 3%. Já o Professor Augustinho (Psol), 2,5%. Os dois últimos estão empatados tecnicamente, já que a margem de erro da pesquisa é de 4,89 pontos percentuais, para mais ou para menos.

O Serpes ouviu 401 eleitores de Luziânia entre 28 e 30 de setembro. O quadro manteve-se estável em relação ao levantamento anterior, feito um mês antes, entre 31 de agosto e 1º de setembro. De lá pra cá, Cristóvão oscilou positivamente, mas dentro da margem de erro, Gastão manteve os mesmos 16,5% enquanto Geraldão e Augustinho oscilaram negativamente.

O nível de confiança é do estudo é de 95%. A pesquisa, encomendada pelas Organizações Jaime Câmara, foi registrada no TRE de Goiás com o número 542/2012. Martínez afirmou que o instituto Serpes não fará mais pesquisas em Luziânia.  A cidade não tem 200 mil eleitores e, portanto, não haverá segundo turno.

Dilma melhor que Marconi

Na cidade natal de Roriz, a presidenta Dilma Rousseff (PT) bate o prefeito e o governador tucano quando o assunto é aprovação popular. O desempenho da presidenta é considerado ótimo ou bom por 51,2% dos moradores de Luziânia. Com o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), e com o prefeito da cidade, Célio Silveira (PSDB), esse índice é de 33,2% e 20,7%, respectivamente.

O índice de avaliações como ruim ou péssimo é observado em sentido inverso. Dilma tem 16% de moradores da cidade que consideram seu desempenho insatisfatório. Já Marconi e Silveira têm 24,4% e 43,2%, respectivamente.

Tudo sobre eleições

Saiba mais sobre o Congresso em Foco (2 minutos em vídeo)

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!