Câmara instala comissão para apurar denúncia de propina na Petrobras

Integrantes de comissão pretendem viajar à Holanda para apuração sobre suposto pagamento de propina a funcionários da Petrobras por empresa holandesa

A Câmara instalou nesta quarta (2) comissão externa para investigar denúncias de que a empresa holandesa SBM Offshore teria pago propina a funcionários da Petrobras. A comissão foi criada após uma disputa política entre o governo e a oposição no plenário da Casa.

De acordo com a oposição, há denúncias de que a empresa SBM Offshore teria pago propina a funcionários de petroleiras de diversos países para conseguir contratos de locação de plataformas petrolíferas entre os anos de 2005 e 2012.

O coordenador da nova comissão, deputado Maurício Quintella Lessa (PR-AL), adiantou que a comissão deve visitar a Petrobras, o Tribunal de Contas da União, a Controladoria-Geral da União e o Ministério Público. Os parlamentares integrantes da comissão também devem ir à Holanda, mas ainda não há data marcada para a viagem.

De acordo com Lessa, a comissão deve auxiliar a investigação que vai ser desenvolvida pela comissão parlamentar de inquérito (CPI) da Petrobras criada no Senado. Na Câmara, a oposição continua recolhendo assinaturas para criar uma CPI mista para investigar a Petrobras.

O grupo é composto por Luiz Alberto (PT-BA), Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), Paulo Magalhães (PSD-BA), Mário Negromonte (PP-BA), Anthony Garotinho (PR-RJ), Carlos Sampaio (PSDB-SP), Onyx Lorenzoni (DEM-RS) e Fernando Francischini (SDD-PR), além de Quintella. (Com Ag. Câmara)

Leia mais sobre Petrobras

Nosso jornalismo precisa da sua assinatura

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!