Horas extras custaram R$ 270 milhões em cinco anos, diz assessoria

Levantamento da Casa usa uma metodologia diferente: técnicos contam gastos feitos dentro de um ano, mas não necessariamente pagos naquele período

A Câmara dos Deputados produziu um levantamento mostrando que, de 2008 a 2012, o órgão fez despesas de R$ 269,9 milhões com horas extras e sessões noturnas. O levantamento confirma aquele feito pelo Congresso em Foco, ao apontar elevações de gastos nos períodos de 2009 e 2011, quando houve eleições da Mesa, em relação aos anos imediatamente anteriores.

Eleição quadruplica gastos da Câmara com hora extra

Câmara não explica motivo dos aumentos

DESPESA EXTRA

ANO TOTAL
2008 46.247.286,82
2009 65.385.268,77
2010 44.455.833,58
2011 69.392.771,89
2012 44.435.389,92
TOTAL 269.916.550,98

Fonte: Câmara

Curta o Congresso em Foco no facebook
Siga o Congresso em Foco no twitter

Apesar disso, os dados da Casa são superiores aos levantados pelo site. O Congresso em Foco tentou esclarecer essa diferença com a assessoria de imprensa da Casa na quinta-feira (28) à noite, quando recebeu os números, mas não localizou os assessores. Apesar disso, o site apurou que o motivo foi a metodologia usada pela Câmara.

Os dois levantamentos tiveram origem no Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafi). Entretanto, o site utilizou os valores efetivamente pagos informados pelo sistema. Já a Câmara usou os valores “liquidados”, que, grosso modo, significam os gastos feitos dentro de um ano, mas não necessariamente pagos naquele período.

Eleição quadruplica gastos da Câmara com hora extra

Vídeo: Saiba mais sobre o Congresso em Foco

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!