Câmara aprova jornada de até 12h para caminhoneiro

Deputados mudam texto do Senado e afrouxam a legislação: serão oito horas de trabalho por dia, com possibilidade de mais quatro extras ao volante. Os descansos serão feitos a cada cinco horas e meia

A Câmara aprovou, nesta quarta-feira (2), o texto-base do projeto de lei que normatiza o trabalho de motoristas profissionais. Os deputados confirmaram o aumento do tempo mínimo contínuo ao volante, que passou de quatro para cinco horas e meia.

Os deputados deverão votar a jornada de trabalho diária em próxima sessão deliberativa, sem data marcada. Quando concluída a votação, o texto, conhecido como "Lei dos  Caminhoneiros", seguirá para sanção presidencial.

No último dia 3, o Senado aprovou jornada de até dez horas de trabalho por dia, sendo oito horas fixas e mais duas extras. Mas os deputados decidiram que o texto deve ficar como tinha sido aprovado anteriormente pela própria Câmara: oito horas fixas, com possibilidade de mais quatro extras.

Assine a Revista Congresso em Foco em versão digital ou impressa

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!