Câmara aprova separação de presos de acordo com a gravidade do crime

O projeto separa os presos em acusados por crimes hediondos, não hediondos, por delitos com grave ameaça e demais imputações

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara aprovou, nesta terça-feira (4), o Projeto de Lei 1216/07, do Senado, que determina a separação de presos, provisórios ou condenados, de acordo com a gravidade do delito praticado. Por tramitar em caráter conclusivo, o projeto seguirá para sanção presidencial, a não ser que haja recurso para votação do texto pelo Plenário.

O projeto separa os presos provisórios em: acusados por crimes hediondos; por crimes com grave ameaça ou violência à vítima; acusados em crimes não considerados hediondos e outras imputações. Já os condenados serão divididos em: condenados por crimes hediondos; primários ou reincidentes, condenados por crimes com grave ameaça ou violência à vítima; e demais condenados por crimes diversos.

O relator na CCJ, deputado Esperidião Amin (PP-SC), recomendou a aprovação da matéria com o argumento de que hoje presos por crimes não violentos são juntados a condenados por crimes hediondos. “A proposição estabelece critérios para a separação dos presos condenados, matéria ainda não tratada na Lei de Execução Penal, que se refere apenas aos presos provisórios, segregando o preso primário dos reincidentes”, explicou ainda Amin.

Mais sobre violência

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!