Câmara aprova criação da Unasul

Mário Coelho


A Câmara aprovou nesta terça-feira (31), em sessão extraordinária, o projeto de decreto legislativo da criação da União de Nações Sul-Americanas (Unasul). A proposta prevê também a formação de um parlamento sulamericano com sede em Cochabamba, na Bolívia. Para votar a matéria, os deputados antes aprovaram o regime de urgência do PDL para garantir a análise ainda hoje.


A Unasul deverá fazer uma integração continental abrangendo 12 países: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela. O Brasil é um dos últimos signatários que precisam ratificar o tratado. Segundo seus termos, como nove países já o fizeram, a Unasul pode funcionar sem as demais ratificações.


O DEM apresentou um destaque para retirar do projeto a formação do parlamento. Segundo o líder do DEM, ACM Neto (BA), como o custeio desse parlamento será proporcional ao tamanho dos países que compõem a organização, o governo brasileiro terá de arcar com mais da metade dos seus custos. Porém, o destaque acabou negado em plenário.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!