Câmara aprova contas do ex-presidente Itamar Franco

Durante a sessão desta quinta, a Câmara ainda analisa das contas do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC) e de Luiz Inácio Lula da Silva

O plenário da Câmara aprovou, no início da tarde desta quinta-feira (6), as contas governamentais do ex-presidente Itamar Franco, previstas no Projeto de Decreto Legislativo (PDC) 384/97. O PDC trata de contas do período de 29 de setembro a 31 de dezembro de 1992, que tiveram parecer pela aprovação. O projeto já passou pelo Senado e agora será promulgado.

Durante a discussão das contas de Itamar Franco, o deputado Delegado Edson Moreira (PTN-MG) disse que o ex-presidente assumiu o País num momento de incertezas. “O ex-presidente Itamar consertou a moeda do País com uma competência muito grande”, disse. Itamar Franco também foi elogiado por Moroni Torgan (DEM-CE). “Foi um período bastante conturbado, em que Itamar foi uma grande solução”, opinou.

Durante a sessão desta quinta, a Câmara ainda analisa das contas do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC) e de Luiz Inácio Lula da Silva. A intenção da Casa é deixar o caminho livre para a análise das contas presidenciais de Dilma Rousseff de 2010 e, principalmente, as de 2014 que serão alvo de julgamento, este mês, pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

A expectativa é que a Corte reprove as contas de Dilma, abrindo espaço para o enquadramento da petista em crime de responsabilidade, em função do atraso proposital de repasses de recursos da União a bancos públicos para o pagamento de benefícios sociais. A manobra é conhecida como “pedalada fiscal”. Apesar da aprovação do regime de urgência na análise das contas, as votações ocorrerão apenas nesta quarta-feira (5) e quinta-feira (6).

Com informações da Agência Câmara

Mais sobre pedaladas fiscais

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!