Câmara adia decisão sobre cassação de Maluf, que avalia renunciar

A Mesa Diretora da Câmara dos Deputados adiou mais uma vez a decisão sobre a cassação do mandato do deputado Paulo Maluf (PP-SP).

O adiamento atende a pedido da defesa do congressista. O advogado Antônio Carlos de Almeida Castro informou aos integrantes da Mesa nesta terça-feira (14) sobre a possibilidade de renúncia por parte do deputado.

“A Mesa estava apta para fazer o julgamento e a defesa levantou uma questão porque existe uma possibilidade de renúncia por parte do deputado Paulo Maluf. Então a Mesa ponderou e decidiu esperar essa decisão”, disse o advogado.

A decisão do deputado será comunicada até a próxima terça-feira (21), segundo a defesa. Caso Maluf não renuncie, a Mesa volta a se reunir na quarta-feira (22), às 12h, para tomar uma decisão.

Maluf condenado

O deputado Paulo Maluf foi condenado a 7 anos e 9 meses de prisão pela Primeira Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) em maio de 2017.

Em dezembro, o ministro do STF Edson Fachin determinou o cumprimento da pena e a perda do mandato de Maluf. O deputado foi preso e, em fevereiro, foi afastado do cargo por decisão do presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

Desde março, Maluf cumpre prisão domiciliar devido a problemas relacionados à sua saúde.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!