Caixa e BNDES na mira do PSDB

Equipe econômica de Aécio Neves (PSDB) planeja como primeiro ato de governo fazer uma auditoria na Caixa Econômica Federal e no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social

Caso vença a eleição, a coordenação econômica do presidenciável Aécio Neves (PSDB) terá como primeiro ato administrativo fazer uma auditoria completa em dois bancos públicos: Caixa Econômica Federal e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social.

Auxiliares da campanha afirmam que vencendo a campanha no domingo, na segunda-feira já começa a auditoria, visto que são esses dois bancos que acumulam grande volume de valores a receber do tesouro nacional, informa o jornal O Estado de S. Paulo.

A Caixa e o BNDES são os dois bancos que oferecem juros subsidiados para programas importantes como o Minha Casa, Minha Vida e Programa de Sustentação de Investimentos (PSI) o que significa que parte dos recursos do tesouro são entregues a essas bancos para que possam oferecer o empréstimo.

De acordo com o jornal, o comando da campanha tucana espera diagnosticar o quanto antes a situação desses bancos para que possa ser determinado o plano de ajuste das contas públicas, com informações muito esperadas pelo mercado financeiro.

A reportagem destaca que o propósito da equipe de Aécio Neves é limpar as contas públicas conforme consta no programa econômico divulgado. “Esta é uma necessidade absoluta para a construção de um regime macroeconômico robusto e para que se cumpra a Lei de Responsabilidade Fiscal’’, diz o documento.

Paralelamente ao levantamento da real situação das contas públicas, a ordem é acelerar a elaboração da proposta de reforma tributária, que Aécio Neves prometeu enviar ao Congresso no início de seu mandato.

Veja a íntegra da reportagem no site do jornal

Mais sobre as eleições

Assine a Revista Congresso em Foco

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!